Curitiba/PR: Contrato emergencial do lixo gera economia para Curitiba

A contratação emergencial dos serviços de coleta e transporte dos resíduos sólidos representará uma economia de R$ 1,8 milhão ao mês para a Prefeitura de Curitiba. Os cálculos feitos pela equipe da Secretaria Municipal do Meio Ambiente foram apresentados para o prefeito Rafael Greca.

A superintendente de Controle Ambiental da Secretaria, Marilza de Oliveira Dias, conta que foram tomadas as providências para que não fossem suprimidos serviços essenciais dentro do contrato. O mesmo vai acontecer na licitação, já em andamento.

A redução foi possível, reforça, graças aos ajustes operacionais e orçamentos feitos pela equipe da Secretaria. Os serviços da contratação emergencial iniciam assim que seja encerrado o atual contrato, garantindo que não haja interrupção da coleta e transporte de lixo.

O contrato emergencial deve custar cerca de R$ 16 milhões à Prefeitura e deve ter a duração máxima de seis meses, prazo em que o processo licitatório deve ser concluído.

Audiência pública

A Audiência Pública necessária para a continuidade do processo licitatório para a contratação do serviço de coleta e transporte de resíduos sólidos acontece nesta terça-feira (18/04), no Auditório do Jardim Botânico. Veja aqui.

O edital de convocação foi publicado no dia 28 de março em Diário Oficial e em jornal de circulação local.

São esperados representantes da comunidade e também de empresas do setor para que sejam dadas sugestões que visem melhoria contínua dos trabalhos.

Fonte Oficial: http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/contrato-emergencial-do-lixo-gera-economia-para-curitiba/41863.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Curitibinhas discutem educação no trânsito e uso da bicicleta – Prefeitura de Curitiba/PR

Estudantes do 5° ano da Escola Municipal Sady Souza, no Sítio Cercado, vão percorrer as …