Curitiba/PR: Poloneses e ucranianos festejam a Páscoa nos parques

O prefeito Rafael Greca esteve no Bosque do Papa e no Parque Tingui na tarde deste sábado (15/04) para cumprimentar as famílias de origem polonesa e ucraniana que reuniram-se para celebrar a Páscoa em grandes festas. Durante a tarde, diversos grupos folclóricos poloneses se apresentaram no Bosque do Papa, local onde também houve almoço típico e exposição de produtos de Páscoa da comunidade polonesa.

“Saudamos as famílias de descendentes da antiga tradição polonesa e eslava, que trouxeram os alimentos para a benção e para celebrar a ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo. O apóstolo São Paulo, num dos seus textos mais inspirados, disse que se Cristo não houvesse ressuscitado, vã seria a nossa fé. Aqui pedimos sobre Curitiba a energia da ressurreição. Que não nos falte a esperança. E que, filhos da Luz dos Pinhais, nós  possamos fazer brilhar diante do Brasil a luz de bondade, de retidão, de trabalho, de honestidade, a luz que brilha em Curitiba. Boa Páscoa para todos”, disse o prefeito no palco do Bosque do Papa. Greca lembrou ainda que na tarde do dia 5 de julho de 1980 o local recebeu a visita do então Papa João Paulo II.

No Parque Tingui, o prefeito foi recebido pelas famílias que levavam suas cestas com alimentos para serem abençoados. Ele percorreu a imensa fila que se formou diante do Memorial Ucraniano. Lá, um grupo de pessoas cantou para o prefeito uma oração de Páscoa que descreve a ressurreição de Jesus. “Esta oração traz alegria, paz e felicidade”, disse a Irmã Rosália, da Congregação Servas de Maria Imaculada. Ela explicou que, nesta época de Páscoa, os cristãos ucranianos se saúdam dizendo “Cristo ressuscitou”. Em resposta, deve-se dizer “Verdadeiramente ressuscitou”.

Antes de deixar o Parque Tingui, o prefeito cumprimentou a senhora Verônica Pyrich, que levou a cesta de alimentos da família para a benção de Páscoa. Rafael Greca falou da alegria de ter inaugurado o parque quando foi prefeito pela primeira vez. Ele também lembrou do oratório dedicado a São Miguel. “A Ucrânia tem grande parte dos seus descendentes no Paraná”, disse Greca.

Outras cidades

A festa dos poloneses e dos ucranianos reuniu pessoas de Curitiba e muita gente de outras cidades. No Parque Tingui, o prefeito cumprimentou o menino Pedro Miguel Charnei dos Santos, de 7 anos, que participa do grupo folclórico de Irati. Esta foi a primeira vez que a família veio a Curitiba para a celebração de Páscoa no Memorial Ucraniano.

A polonesa Klaudia Kantarowska vive no Brasil há um ano e veio a Curitiba especialmente para matar a saudade do seu país. “Na Polônia, festas como a Páscoa e o Natal são muito importantes. A gente sempre se junta com a família e comemora muito. Como não consegui voltar para a Polônia, eu quis sentir um pouco como se estivesse em casa. Esta festa é uma ideia maravilhosa. O Brasil fica tão longe do meu país, mas fico muito feliz de ver esta festa aqui”, disse a jovem, que faz doutorado em Santa Catarina.

A pedagoga Vera Maria Trassi, que mora em Campos do Jordão, em São Paulo, veio à festa polonesa pela primeira vez há mais de 10 anos. “Gostei tanto que quis voltar agora. Foi uma cerimônia que me tocou muito. O gesto das pessoas trazerem as cestas de Páscoa para serem abençoadas e a dança folclórica me atraem”, afirmou.

Roseli e Natasha Friesen, mãe e filha, são de uma colônia de imigrantes alemães próxima a Bagé, no Rio Grande do Sul. Foi a primeira vez que elas vieram à festa de Páscoa em Curitiba. “Achei incrível a dança e a vestimenta das pessoas. E mesmo que estejamos em pleno 2017, continuem insistindo nesta tradição, com tantas crianças dançando”, comentou Natasha, que mora em São Paulo e tinha saudades de comemorar a Páscoa.

O Bosque do Papa também recebeu muitas famílias que vieram passar a tarde de sol fazendo piquenique, curtindo a companhia uns dos outros e, no caso das crianças, brincando no parquinho e correndo pela grama, entre as casas tradicionais polonesas. A coordenadora do bosque, Danuta Lisicki de Abreu, comemorou mais uma edição da festa que, segundo ela, é feita há 36 anos.

Fonte Oficial: http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/poloneses-e-ucranianos-festejam-a-pascoa-nos-parques/41858.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Produtos Recomendados

Confira Também

Curitibinhas discutem educação no trânsito e uso da bicicleta – Prefeitura de Curitiba/PR

Estudantes do 5° ano da Escola Municipal Sady Souza, no Sítio Cercado, vão percorrer as …