TST >> TST adere à Campanha Nacional Abril Verde que visa alertar sobre a prevenção de acidentes do trabalho

 
                         Baixe o Áudio
      
 
 

(Qua, 19 Abr 2017 14:12:00) 

REPÓRTER: O TST e o Conselho Superior da Justiça do Trabalho aderiram a Campanha Nacional Abril Verde. O objetivo da mobilização deste ano é sensibilizar sobre a importância da prevenção de acidentes do trabalho. Durante o lançamento, realizado no dia 11 de abril, no Ministério do Trabalho, foram abordados temas referentes a cuidados e prevenção. O presidente do TST, ministro Ives Gandra Martins Filho, destacou a necessidade do uso de equipamentos de proteção individual, os EPIs. 

SONORA: Ives Gandra Martins FIlho – presidente TST

“Nós tivemos há uns anos atrás uma campanha semelhante, no Tribunal Superior do Trabalho, em que a Campanha Trabalho Seguro acabou ganhando o prêmio inovare, categoria tribunal, porque conseguimos  a divulganção gratuita por todas as redes de televisão de uns vídeos muito rápidos mas impactantes, e esses vídeos impactantes mostravam o que que acontece com o trabalhador quando ele deixa de usar o epi. Aqui foi lembrado que muitas vezes o empregador não cobra o uso ou não fornece, mas quantas vezes é o trabalhador que deixa de usar?”

REPÓRTER: De acordo com a campanha, nos últimos cinco anos ocorreram, em média, 710 mil acidentes por ano no Brasil. Desses, quase três mil resultaram em morte. E para chamar a atenção sobre a gravidade desses números que monumentos públicos, inclusive o prédio do Tribunal Superior do Trabalho, estão iluminados de verde, como ressalta o presidente do TST, ministro Ives Gandra Martins Filho.

SONORA: Ives Gandra Martins FIlho – presidente TST

“Nós do Tribunal Superior do Trabalho aderimos a campanha estou iluminando o Tribunal, sugerindo a todos os tribunais regionais que façam o mesmo, e dizendo que a Campanha Trabalho Seguro, do Tribunal Superior do Trabalho de toda a Justiça do Trabalho, que hoje tem como tema os transtornos mentais, é uma colaboração do poder judiciário com as políticas públicas do poder executivo, então estamos solidários com essa campanha.”

REPÓRTER: Durante o evento foram apresentadas estatísticas sobre os casos de acidentes de trabalho em todo o País. No Brasil, 15 por cento das mortes registradas no exercício do trabalho são de motoristas de caminhão. O setor ocupa o primeiro em óbitos e o segundo em incapacidades de permanentes. 

Em relação a problemas de saúde decorrentes do trabalho, a pesquisa da Campanha aponta 115 mil casos registrados todos os anos. Entre as doenças relacionadas estão LER/DORT, Transtornos Mentais, e doenças do sistema nervoso. Só em 2016, varas, TRTs e o TST receberam quase 180 mil processos com o tema ‘acidente de trabalho’.

A campanha que pretende mudar esse quadro é uma parceria entre o Ministério do Trabalho, o TST, o Conselho Superior da Justiça do Trabalho e o MPT. O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, reforçou a importância da parceria entre os órgãos tanto do poder executivo, como do judiciário. 

SONORA: Ronaldo Nogueira – ministro do Trabalho 

“Há um envolvimento da sociedade civil no sentido de uma consciência de prevenir, conhecer para prevenir no sentido de que os acidentes de trabalho sejam reduzidos. O ambiente que que muitas vezes ele proporíamos risco a saúde, a vida do trabalhador, esses ambientes sejam readequados conforme as normas que estabelecem a segurança de saúde e evite acidentes ao trabalhador.”

Reportagem: Sacha Bourdette
Locução: Dalai Solino 

 
O programa Trabalho e Justiça vai ao ar na Rádio Justiça de segunda a sexta, às 10h50.
 
Trabalho e Justiça 
Rádio Justiça – Brasília – 104,7 FM
Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Coordenadoria de Rádio e TV
Tribunal Superior do Trabalho
Tel. (61) 3043-4264
crtv@tst.jus.br

Fonte Oficial: http://www.tst.jus.br/web/guest/noticias?p_p_id=89Dk&p_p_lifecycle=0&refererPlid=10730&_89Dk_struts_action=%2Fjournal_content%2Fview&_89Dk_groupId=10157&_89Dk_articleId=24281394.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Revista destaca que Turma declara nulidade de contrato de merendeira admitida sem concurso público

(00:56​) A Subseção I Especializada em Dissídios Individuais (SDI-1) do Tribunal Superior do Trabalho afastou …