TST >> Vice-presidente do TST propõe acordo sobre greve nos Correios

 
                         Baixe o Áudio
      
 

(Qua, 03 Mai 2017 14:12:00) 

REPÓRTER: Uma proposta de acordo parcial que visa incentivar a negociação na greve dos Correios foi apresentada pelo vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Emmanoel Pereira, nessa terça-feira. 

Em despacho, o ministro propôs que a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos reconsidere o ato que suspendeu as férias, pelo menos no mês de maio, e pede que os trabalhadores encerrem a greve iniciada no dia 27 de abril. O vice-presidente do TST também convidou a empresa e os empregados para sentarem à mesa de negociação e debaterem os demais temas em discussão. 

Na visão do ministro Emmanoel Pereira, a reconsideração da suspensão de férias pode contribuir com o avanço do diálogo, que já está em curso no TST. Da mesma maneira, ele considera que o fim da greve favorece não apenas a negociação, mas também evita que outros incidentes, como os efeitos do movimento, tenham de ser julgados. 

Ainda segundo o vice-presidente do TST, os Correios e as federações estão intimados para se manifestarem sobre o acordo, com urgência. A greve e as reivindicações sobre férias, entrega diária, quadro de pessoal, plano de saúde e demissão voluntária são tratadas em processos que ainda tramitam no TST. 

Reportagem: Priscilla Peixoto
Locução: Anderson Conrado 

 

O programa Trabalho e Justiça vai ao ar na Rádio Justiça de segunda a sexta, às 10h50.
 
Trabalho e Justiça 
Rádio Justiça – Brasília – 104,7 FM
Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Coordenadoria de Rádio e TV
Tribunal Superior do Trabalho
Tel. (61) 3043-4264
crtv@tst.jus.br

Fonte Oficial: http://www.tst.jus.br/web/guest/noticias?p_p_id=89Dk&p_p_lifecycle=0&refererPlid=10730&_89Dk_struts_action=%2Fjournal_content%2Fview&_89Dk_groupId=10157&_89Dk_articleId=24294107.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Revista destaca que Turma declara nulidade de contrato de merendeira admitida sem concurso público

(00:56​) A Subseção I Especializada em Dissídios Individuais (SDI-1) do Tribunal Superior do Trabalho afastou …