Curitiba/PR: Crianças aprendem, na prática, conteúdos apresentados na sala de aula

Começou nesta quinta-feira (04/05), pelo Centro Histórico, a primeira atividade pedagógica extraescolar do programa Conhecimento em Linhas. É o Rotas do Conhecimento, que levou estudantes da Escola Municipal Lapa, do Boqueirão, para percorrer o circuito Memorial da Cidade, Museu de Arte Sacra, Casa Romário Martins e Praça do Relógio.

As visitas continuam nesta sexta-feira (05/05). Em duas horas de passeio, cerca de 120 meninas e meninos de turmas do 3º ano podem complementar o conhecimento que as professoras já exploraram em sala de aula e relacioná-lo a abordagens referentes à história do Brasil, arquitetura e música.

Os 29 primeiros estudantes, monitorados por duas professoras, fizeram o percurso nesta manhã. “O que eles estão vendo aqui é assunto do 3º ano até terminarem as aulas”, observou a professora regente, Ellen Borges Arendt.

Pela primeira vez

A Escola Municipal Lapa foi uma das 26 unidades da rede de ensino de Curitiba que se inscreveram para participar da Rota Memorial. A maioria das crianças nunca esteve no Centro de Curitiba. “O mundo deles, até agora, era o Zoológico e as pracinhas do bairro”, explicou a professora.

Foi o caso de Pedro Teclak Mendes e Maria Eduarda de Freitas, de 7 anos, que subiram lado a lado o calçadão de pedra que leva à praça do Relógio das Flores. Por usar cadeira de rodas, Pedro foi supervisionado o tempo todo por uma estagiária de inclusão. “É lá que fica o Cavalo Babão?”, perguntava a menina, referindo-se ao apelido da escultura situada na altura do Palacete Wolf.

O entorno da obra, que os dois só conheciam pela televisão e pelas informações da professora Ellen, foi o ponto escolhido para a hora do lanche trazido de casa. “Que coisa mais linda! São as sementes do amanhã?”, perguntou, admirada, a aposentada e voluntária Marlene Antônia de Jesus, que mora no Centro e viu o grupo passeando.

O lanche foi o único momento da atividade em que Ryan Fernandes dos Santos, de 8 anos, parou de interagir e fazer perguntas aos mediadores Felipe Tkac e Bruna Reis, que são acadêmicos de História. “Eu pergunto só porque eu quero saber”, explicou o menino.

“É muito bom sentir as crianças participando. Nosso objetivo foi elaborar com eles a construção da temporalidade, fazendo uma conexão entre passado e presente, e abordar as questões dos grupos sociais e do pertencimento à cidade como espaço acolhedor e cheio de referências”, resumiu Felipe.

Próximas rotas

A próxima edição do Rotas do Conhecimento – e que terá a participação de escolas diferentes – acontecerá na biblioteca temática Hideo Handa, na Praça do Japão, no Água Verde, em 24 de maio.

Cada nova Rota do Conhecimento é divulgada na página do programa, que está hospedado no portal Cidade do Conhecimento, da Secretaria Municipal da Educação. A inscrição é on-line, também por meio da página do programa. Professoras interessadas na atividade programada para o fim do mês devem se inscrever até 11 de maio.

De acordo com as regras do programa, a pretensão da escola precisa estar embasada em conteúdos das diferentes áreas do conhecimento vistos em sala e o que será objeto da atividade extraescolar. “As unidades selecionadas recebem material pedagógico de apoio para subsidiar a aprendizagem prática. As apostilas são confeccionadas pela nossa equipe”, esclarece uma das coordenadoras do programa, Scheilla Maria Orlosqui.

 

Fonte Oficial: http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/criancas-aprendem-na-pratica-conteudos-apresentados-na-sala-de-aula/42006.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Curitibinhas discutem educação no trânsito e uso da bicicleta – Prefeitura de Curitiba/PR

Estudantes do 5° ano da Escola Municipal Sady Souza, no Sítio Cercado, vão percorrer as …