[Meio ambiente] Pescadores alertam surfistas sobre a pesca da tainha – Notcias – Prefeitura Municipal de Laguna

Caso as embarcaes estiverem na praia ou no mar, os surfistas no devem entrar na gua. (imagem: ASTFSM)

No final de semana, tainhas foram capturadas pelos pescadores do Farol de Santa Marta. A temporada começou neste ano mais cedo, no dia 1º de maio e segue até final de junho. 

Os surfistas de todo o litoral catarinense estão sendo alertados para respeitar a cultura da pesca artesanal. Na Prainha, no Farol de Santa Marta, placas foram fixadas na areia, ao lado da embarcações, que estão na espera da aproximação das tainhas. Os surfistas e os jet-skis podem afugentar os cardumes de peixe e prejudicar a pesca.

O pescador Adinho mantém a tradição. “A pesca de cerco da tainha é uma atividade que já acontece há muitas gerações no Farol de Santa Marta, e deve ser respeitada, tanto pela manutenção da cultura da pesca artesanal na comunidade, quanto pelo sustento de diversas famílias pesqueiras da região”, explica. 

Caso as embarcações estiverem na praia ou no mar, os surfistas não devem entrar na água. 

A temporada de pesca artesanal da tainha começou neste ano 15 dias mais cedo em Santa Catarina.

O engenheiro de Pesca, Patrick de Souza, que atua na Fundação Lagunense do Meio Ambiente, explica a importância da pesca. “Os nossos pescadores terão maior prazo para capturar o peixe, antes dos barcos pesqueiros, que aprendem a tainha e elas acabam nem chegando até o nosso litoral”, descreve.

A Federação Catarinense de Surfe acrescenta que é aconselhável que os surfistas sempre observem se há algum grupo de pescadores procedendo com o cerco. Caso aconteça, não devem entrar na água. Perguntar aos pescadores locais sobre como funciona as regras do surf no local durante a temporada de pesca é importante. O acordo firmado determinada que os pescadores também têm consideração com os surfistas em liberar o surf quando não tem peixe na praia, ou no caso das embarcações ficam impossibilitadas de entrarem na água. 

Em outras praias de Laguna, a pesca artesanal com rede, sem o uso do barco, está sendo sinalizada com bandeiras alaranjadas ou “calhões”. A medida, lei municipal 1.889, serve para alertar surfistas e banhistas, autoria do vereador Peterson Crippa. 

 

Texto editado pela jornalista Taís Sutero – MTB1796

Fonte: Associação de Surf e Tow-in do Farol de Santa Marta

 

Fonte Oficial: http://www.laguna.sc.gov.br/noticias.php?cod_noticia=10648.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Curitibinhas discutem educação no trânsito e uso da bicicleta – Prefeitura de Curitiba/PR

Estudantes do 5° ano da Escola Municipal Sady Souza, no Sítio Cercado, vão percorrer as …