Fortaleza/CE: Comissão Especial de Análise da Regulamentação do Serviço de Transporte Individual Privado se reúne com a categoria dos Mototaxistas

A Comissão Especial de Análise da Regulamentação do Serviço de Transporte Individual Privado esteve reunida na tarde desta quinta-feira, 11, na sala das Comissões, para ouvir da categoria dos mototaxistas os principais impactos causados pelos aplicativos que ofertam o serviço de transporte em Fortaleza.

O presidente da Comissão Especial, vereador Ésio Feitosa (PPL), ao fazer a abertura da reunião, explicou que a Comissão de Transporte Individual Privado já havia iniciado seu trabalho na Legislatura anterior e foi dado continuidade na atual gestão. No entanto, como não ocorreu anteriormente, inseriram na discussão os mototaxistas para apresentarem suas demandas.

Parlamentares se reuniram com a categoria dos mototaxistas para ouvir suas demandas.

Cícero Ferrer, representante do Sindicato dos Mototaxistas de Fortaleza, ressaltou que ao iniciar o processo de entrada da categoria no mercado, foram abordados com rigor pelo Poder Público da cidade. No entanto, acredita que o mesmo não ocorre com os motoristas do aplicativo UBER. “Essa empresa coloca em xeque o Estado Democrático de Direito pelo não pagamento dos impostos devido. É uma concorrência desleal. Destaco prejuízos dessa empresa sob dois aspectos: social e de imagem”, relatou.

O vereador Guilherme Sampaio (PT) que recentemente apresentou um Projeto de Lei n° 0031/2017 que regulamenta o transporte individual de passageiros, participou do encontro. Na oportunidade, agradeceu a presença da categoria e destacou que a vida real e as demandas da população devem ser levadas em consideração. “Vocês apresentaram pautas parecidas com as dos taxistas. O UBER hoje foram vocês ontem quando buscaram legalização do serviço antes ofertada apenas aos taxistas. Não sou membro da Comissão, mas apresentei um projeto que regulamenta o transporte individual por apresentar benefícios a cidade como: menos engarrafamento, menor quantidade de carros e danos ao meio ambiente”, evidenciou.

O parlamentar Ésio Feitosa (PPL) disse que o posicionamento da Prefeitura Municipal de Fortaleza é contrária ao transporte coletivo individual. O parlamentar defendeu a tese de que não há Lei Federal que dê subsídios aos municípios para legislar sobre esse tipo de transporte. “Essa tese foi fortalecida quando o Congresso Nacional aprovou um projeto que regulamenta o transporte individual, mas precisamos que ela seja aprovada também no Senado para ter valia. Temos que legislar sob o ponto de vista da prudência”, disse o vereador que é Líder do Governo na Casa.

Ésio finalizou enfatizando que a Prefeitura de Fortaleza não compactua com a ilegalidade do UBER e que a gestão tem procurado combater esse tipo de transporte.

Assessoria de Imprensa
Rochelle Nogueira
Câmara Municipal de Fortaleza – CMFor
Fone: + 55 85 3444.8304
Instagram: @cmforoficial
Twitter: @camaracmf
Facebook: https://www.facebook.com/cmfor/

Fonte Oficial: http://wp.cmfor.ce.gov.br/cmfor/comissao-especial-de-analise-da-regulamentacao-do-servico-de-transporte-individual-privado-se-reune-com-a-categoria-dos-mototaxistas/.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Vereadores debatem temas ligados à saúde, meio ambiente e desestatização

Sessão Plenária desta terça-feira (22/10) MARCO ANTONIO CALEJODA REDAÇÃO Na tarde desta terça-feira (22/10), durante …