Assessores de Comunicação da Justiça Eleitoral se reúnem em encontro nacional em Brasília — Tribunal Superior Eleitoral

Assessores de Comunicação de 24 Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estão reunidos nesta quinta (25) e sexta (26) em Brasília em encontro nacional da categoria. O objetivo do evento é trocar experiências, estreitar o relacionamento entre os jornalistas e debater e definir estratégias para a área de comunicação das cortes eleitorais.

Ao dar as boas-vindas aos assessores presentes, o secretário-geral da Presidência do TSE, Luciano Fuck, destacou o importante trabalho desenvolvido pela assessoria de comunicação na divulgação das ações da Justiça Eleitoral e na prestação de serviços a eleitor.

“A gente precisa atingir todos os cidadãos brasileiros, inclusive aqueles que ainda não tem sequer o registro eleitoral. É uma missão difícil. Do Oiapoque ao Chuí, há desafios dos mais diferentes possíveis, e grande parte desses desafios é vencida com o trabalho e o esforço dos senhores”, disse.

Fuck também pediu o apoio das equipes de comunicação dos TREs para divulgar a Identificação Civil Nacional (ICN), criada pela Lei n° 13.444/2017, sancionada este mês, e cujo banco de dados será administrado pela Justiça Eleitoral.

“Agora, a nossa preocupação, desde a aprovação da ICN, não é apenas com 145 milhões de eleitores e sim com os mais de 200 milhões de cidadãos. A Justiça Eleitoral, por ter feito bem o seu trabalho, ficou encarregada de mais uma missão, que é a da ICN. E grande parte dessa missão também vai depender do importante trabalho que os senhores fazem na comunicação”, concluiu, desejando a todos um encontro profícuo e fértil em iniciativas.

Reestruturação do Portal

Um dos temas apresentados na manhã de hoje (25) foi a reestruturação do Portal do TSE e dos portais dos regionais, realizada com base nas propostas apresentadas pelo grupo de trabalho composto pela Ouvidoria, Assessoria de Comunicação (Ascom), Secretaria Judiciária (SJD), Assessoria de Gestão Estratégica (AGE) e Secretaria de Gestão da Informação (SGI).

O objetivo do trabalho é aprimorar os portais e melhorar a usabilidade por parte dos seus principais usuários, tais como jornalistas, advogados, eleitores, candidatos, partidos e órgãos de controle. Foram desenvolvidas nova interface e novas funcionalidades e, no caso do Portal do TSE, foi feita uma interferência profunda na arquitetura da informação e gestão de conteúdos.

Conforme observou a secretária de Gestão da Informação da Corte Eleitoral, Janeth Melo, o TSE é um Tribunal que presta serviço. “Então, a primeira coisa que o usuário procura ao acessar o nosso site são os serviços, como certidões, prestação de contas. Nós estamos trabalhando muito, por meio de um grupo de trabalho, e tentando atender a todos os TREs, num trabalho sério, visando a usabilidade e a acessibilidade”, destacou.

 Redes Sociais

Já o período da tarde foi dedicado para falar sobre redes sociais, Facebook e comunicação interna. O diretor-geral e sua equipe também falaram aos participantes sobre rezoneamento eleitoral e nova urna eletrônica.

No painel “redes sociais”, a analista de políticas públicas do Facebook, Deborah Delbart, falou um pouco da sua atuação e deu dicas de como se comunicar na plataforma de forma eficiente. Segundo ela, as páginas oficiais das instituições precisam seguir alguns pontos fundamentais para ter um retorno efetivo.

“Interaja sempre com o usuário. Mantenha conversa. Outra dica importante é atualize a página, deixe sempre com novidade, coloque conteúdos todos os dias. Não existe o número ideal de postagens, mas é preciso manter a qualidade da informação e não a quantidade”. A especialista também lembrou a importância de se fazer uma estratégia móbile para as redes. “A grande parte dos usuários acessa o Facebook pelo celular”, complementou.

O Diretor Executivo da WeGov e empreendedor público, André Tamura ressaltou que a interação é um dos maiores objetivos da existência de mídias sociais em órgãos públicos. Para André, é preciso treinar, testar e experimentar a forma de transmitir a mensagem para então verificar se ela é a mais adequada.

André falou citou ainda alguns exemplos de sucesso e outros não tão bem sucedidos de utilização inadequada das redes sociais. Citou ainda um exemplo que ocorreu em um estado, onde o governo utilizou as plataformas on-line para reverter uma crise. Segundo ele, o resultado foi exitoso. 

Rezoneamento

O diretor-geral do TSE, Maurício Caldas de Melo, também aproveitou o encontro para esclarecer alguns pontos sobre rezoneamento, que é o remanejamento das Zonas Eleitorais. O diretor lembrou que essa discussão faz parte de uma ação em andamento do TSE para “evoluir a sistemática de atendimento ao eleitor, principalmente provocada pelo ICN [Identidade Civil Nacional] que entra agora no contexto”.

Cerca de 500 poderão ser transformadas em centrais de atendimento aos eleitores e apoio logístico às eleições. Hoje são 3.033 zonas eleitorais existentes. Além disso, haverá uma economia anual de aproximadamente R$ 74.000.000,00 aos cofres públicos. O diretor-geral explicou que nada vai prejudicar o atendimento ao eleitor e não haverá alteração dos locais de votação. “As zonas eleitorais que forem extintas vão passar a receber centrais de atendimento para a continuidade dos trabalhos, sem qualquer prejuízo aos eleitores”.

O coordenador de Logística do TSE, Rafael Azevedo, falou aos convidados sobre o novo layout da urna eletrônica. Ele fez um resumo e explicou como vai funcionar o novo equipamento que, segundo ele, será mais moderno, eficiente e funcional.

Comunicação Interna

A Comunicação Interna dos órgãos da Justiça Eleitoral é conduzida por unidades diferentes. Independentemente do responsável por esta gestão, (Assessoria de Imprensa, Gestão de Pessoas ou outra área), o mais importante para uma comunicação eficiente é que haja um comitê que conte com a colaboração de todas as demais áreas do Tribunal. Essa foi uma das dicas dos servidores do Tribunal de Contas da União (TCU) Alexandre França e Fábio Gomes, que também participaram do encontro dos assessores do TSE.

Os servidores do TCU falaram ainda da importância de mapear o público interno para que o órgão saiba exatamente com quem está falando antes de escolher uma ferramenta ou tecnologia de informação.

Isso é necessário, segundo os palestrantes, devido às diferentes  gerações de servidores, que tem desde idade até costumes diversos, o que é uma realidade de todos os órgãos públicos. Outra dica dos colegas do TCU para uma comunicação eficiente é conscientizar os líderes e autoridades da importância do contato permanente e estreito com os servidores para que as informações cheguem de forma correta, rápida e contribuam para  diminuir os ruídos de comunicação que conhecemos como “rádio corredor”.

EJE

Durante o evento, o diretor da Escola Judiciária Eleitoral (EJE/TSE), Fabio Quintas informou aos assessores de imprensa que a Escola está preparando várias ações educativas, entre elas: o Curso  Democracia e Justiça Eleitoral , na modalidade EAD, que estará disponível a partir de 18 de agosto e o # partiu mudar, direcionado aos estudantes do ensino médio. Acompanhe aqui no Acontse mais detalhes sobre essas ações.

Ao agradecer os Regionais pela parceria já firmada na divulgação das ações da EJE, Quintas lembrou que, semanalmente, a Escola Pública publica o vídeo Boletim Informativo (Bieje),destinado a orientar magistrados, candidatos, eleitores e demais interessados no Direito Eleitoral e contribuir com a promoção da cidadania e a conscientização política da sociedade brasileira.

  

LC, GA, RC/IC

 

 

 

 

Fonte Oficial: http://www.tse.jus.br/imprensa/noticias-tse/2017/Maio/assessores-de-comunicacao-da-justica-eleitoral-se-reunem-em-encontro-nacional-em-brasilia.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Confira a pauta de julgamento da sessão plenária do TSE desta quinta-feira (15) — Tribunal Superior Eleitoral

Na sessão de julgamento desta quinta-feira (15), o Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve …