Curitiba/PR: Fala Curitiba começa a ouvir os moradores dos 75 bairros da cidade

Mais de 200 pessoas participaram do lançamento do novo modelo de consultas públicas Fala Curitiba, que irá ouvir moradores nos 75 bairros da cidade. No novo formato, são feitas reuniões em cada bairro, com eleição das demandas prioritárias em cada setor, que serão avaliadas e apresentadas nos encontros maiores feitos nas Administrações Regionais.

O lançamento do programa foi na paróquia Bom Jesus, no bairro Cachoeira, e conduzido pela administradora regional do Boa Vista, Janaina Lopes Gehr. Na entrada do evento, cada participante ganhou uma credencial com o nome e uma ficha para elencar suas prioridades.

No início do encontro foi explicada a composição do orçamento municipal, detalhada a diferença entre LDO, LOA e PPA, em conjunto com os prazos legais, e como funciona a composição do orçamento e do planejamento municipal. Na sequência, os participantes preencheram as fichas de prioridade e dividiram-se em grupos para eleger três propostas sobre um tema. Ao final, um representante de cada grupo apresentou no palco as prioridades eleitas.

“Isso é mais uma demonstração de uma gestão participativa, as pessoas trazem as demandas da sua região para o debate direto e decidem quais as prioridades, isso colabora muito com a trabalho da Prefeitura e da Câmara de Vereadores”, comentou o presidente da Câmara Municipal de Curitiba, vereador Serginho do Posto.

Laudelino Hidalgo, 75, morador da Cachoeira, pediu auxílio para um vizinho para anotar seus pedidos, pois não sabe ler e escrever. Seu Laudelino priorizou a regularização fundiária da área onde mora. “Eu só quero ter um endereço para receber carta, um terreno sem complicação e que a gente possa construir a casa sem medo”.

Seu Laudelino também pediu asfalto nas ruas de anti-pó do bairro, que passam por repetidos tapa-buracos, e a ampliação na frequência dos ônibus. Na reunião do grupo de habitação, ficou definida a proposta de uma revisão coletiva dessa e de outras áreas, além de melhorias na infraestrutura de vias e ônibus.   

“O Fala Curitiba amplia a participação popular, a população elege as prioridades, como e onde investir o dinheiro público. Além disso, as propostas ganham avaliação técnica, jurídica e financeira, antes de irem para votação”, disse Rafaella Munhoz da Rocha Lacerda, diretora de Inovação e Planejamento do Instituto Municipal de Administração Pública (Imap), órgão gestor do programa. Em breve o programa vai ouvir os moradores dos outros 74 bairros da cidade.

“Todas as questões levantadas, independente se foram as eleitas ou não, serão encaminhadas, avaliadas e respondidas”, comentou a administradora regional Janaina.

Participaram do lançamento do programa Fala Curitiba os administradores regionais Gerson Gunha (Portão), Guacira Camargo Assunção Civolani (Matriz), Simone da Graça das Chagas Lima (Santa Felicidade), Jadir Silva de Lima (Tatuquara), Rafael Keiji Assahida (CIC), Ricardo Dias (Boqueirão), Marcio José Nunes (Cajuru), João do Suco (Pinheirinho) e Fernando Werneck Bonfim (Bairro Novo); o assessor especial João Pereira; e o coordenador das Administrações Regionais, José Dirceu de Matos. 

 

Principais demandas no bairro Cachoeira

 

Educação – mais vagas em escolas próximas das casas dos estudantes e melhorias da estrutura das escolas e na capacitação dos professores.

Saúde – ampliação física dos postos de saúde, contratação de mais servidores e adaptação dos banheiros das unidades para as pessoas com deficiência.

Iluminação pública e pavimentação – asfalto e reestruturação das ruas Ovídio Garcez, David Bodziak e Alberto Otto.

Habitação – revisão, apoio e regularização das áreas pendentes da Vila Leonice e região.

Meio ambiente – criar um programa de valorização do catador de reciclados e um galpão de reciclagem na região. Estudo da viabilidade de retomar o programa de capelas mortuárias no bairro.

Fonte Oficial: http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/fala-curitiba-comeca-a-ouvir-os-moradores-dos-75-bairros-da-cidade/42250.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Curitibinhas discutem educação no trânsito e uso da bicicleta – Prefeitura de Curitiba/PR

Estudantes do 5° ano da Escola Municipal Sady Souza, no Sítio Cercado, vão percorrer as …