Câmara Municipal de São Paulo Todos os pontos de ônibus de São Paulo deverão ser iluminados

Reunião extraordinária ouviu representantes do Consórcio Ótima

DA REDAÇÃO

A Comissão de Política Urbana, Metropolitana e Meio Ambiente realizou nesta terça-feira (30/5) uma reunião extraordinária para ouvir representantes do Consórcio Ótima, que desde 2013 administra os abrigos dos pontos de ônibus da cidade de São Paulo e os totens espalhados pela cidade. Esse consórcio, que detém o contrato de concessão de 25 anos assinado em 2012, reúne os grupos Ruas Invest, Bandeirantes, Kalítera e Odebrecht Transport, que está deixando esse consórcio.

Durante a reunião, os representantes da Ótima informaram que uma das razões para a empresa ter tido prejuízo nesse primeiros anos, de pouco mais de R$ 131 milhões e faturamento de R$ 108 milhões, se deve ao vandalismo. Informaram que são registradas cerca de 500 ocorrências de vandalismo todos os dias, o que representa perto de 15 mil casos de vandalismo por mês.

O vice-presidente da Comissão de Política Urbana, vereador Camilo Cristófaro (PSB), autor do requerimento para ouvir os representantes da Ótima, entende que esse prejuízo também se deve à fragilidade dos abrigos de ônibus e totens instalados na cidade.

“Eles estão reclamando vandalismo porque que eles não colocaram abrigos na cidade que não necessitam de manutenção. O exemplo está em Curitiba, com os abrigos de ônibus de concreto que não precisam de manutenção, são seguros e duram muito mais do que esses instalados em São Paulo”, disse.

Durante a apresentação, a Ótima informou que um outro problema, que diz respeito a segurança dos usuários, deverá ser resolvido. Segundo a empresa, dos pouco mais de 6,5 mil abrigos de ônibus instalados na cidade, 2.336 não estão energizados, portanto sem iluminação.

Foi firmada uma parceria com o Governo Estado de São Paulo, a SPObras, a AES Eletropaulo e a Ótima no sentido de concluir esse serviço até o fim do ano. No dia 24 de maio, o responsável pelas Relações Institucionais da empresa, José Carlos Angelucci Júnior, informou que esse contrato de 25 da Ótima com a prefeitura de São Paulo é de serviço de utilidade pública e compreende a criação, confecção, instalação e manutenção de até 7,5 mil abrigos de ônibus, dos quais 6,5 mil envolvem a substituição dos abrigos existentes. Também estão previstos a criação, confecção, instalação e manutenção de até 14,7 mil totens, dos quais 12,5 mil são substituições de equipamentos existentes.

Fonte Oficial: http://www.camara.sp.gov.br/blog/todos-os-pontos-de-onibus-de-sao-paulo-deverao-ser-iluminados/.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Vereadores debatem temas ligados à saúde, meio ambiente e desestatização

Sessão Plenária desta terça-feira (22/10) MARCO ANTONIO CALEJODA REDAÇÃO Na tarde desta terça-feira (22/10), durante …