Curitiba/PR: Prefeitura reúne atletas e lança campanha Doe Sangue pelo Esporte

A Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj) lançou nesta quinta-feira (1/6), na Rua da Cidadania do Carmo, a campanha Doe Sangue pelo Esporte. Promovida em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde e o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar), a iniciativa visa conscientizar atletas e comunidade da importância da doação de sangue, especialmente durante o inverno.

“Historicamente existe uma queda no número de doações de sangue em épocas de frio e férias. Essa campanha busca, com o apoio de atletas, clubes e federações, ampliar o alcance e disseminação de informação para fortalecer a coleta de sangue em Curitiba nesse período”, destacou o secretário municipal do Esporte, Lazer e Juventude, Marcello Richa.

O lançamento da campanha teve a presença de representantes dos clubes de futebol Atlético Paranaense, Coritiba e Paraná Clube, que doaram camisas oficiais autografadas por todos os jogadores das equipes. No final de junho as camisas serão sorteadas entre as pessoas que doarem sangue ao longo do mês.

“É uma grande satisfação ver os principais clubes de futebol unidos para participar de uma campanha como essa, que ajuda a salvar vidas. O esporte faz parte do cotidiano dos curitibanos e tenho certeza que o apoio dos clubes irá contribuir para que mais pessoas doem sangue”, afirmou o goleiro do Paraná Clube, Marcos Oliveira.

Também participaram atletas beneficiários da Lei Municipal de Incentivo ao Esporte, como o líder do ranking brasileiro de esgrima, Athos Schwantes, o atleta paralímpico de tênis de mesa Claudiomiro Segatto, o maratonista Samir Sabadin, o técnico de ciclismo Edson Ferreira e integrantes da equipe de futebol americano do Brown Spiders, da equipe Novo Basquete Curitiba e da escola de artes marciais Judô Kussumoto.

“Acredito que a campanha começou na hora certa, quando o Hemepar enfrenta mais dificuldades em conseguir doações. É apenas o primeiro dia e já temos muitos atletas, clubes e a própria comunidades participando, mostrando a solidariedade e preocupação dos curitibanos com o próximo”, disse Athos. 

O lançamento da campanha contou com o ônibus de coleta móvel da Hemepar, que durante o mês de junho irá passar pelas dez regionais administrativas da Prefeitura. A meta para esta quinta-feira era conseguir obter 50 bolsas de sangue até o meio-dia na Regional Boqueirão, porém em menos de duas horas esse número já havia sido superado.

Abastecimento

A rede Hemepar tem 21 pontos de coleta de sangue em todo o Paraná e é responsável pelo fornecimento de bolsas de sangue e hemoderivados em hospitais de todo o estado. Apenas em Curitiba o abastecimento de sangue para atender a demanda é de 150 a 200 doações diárias.

“O Hemepar é responsável pela coleta, processamento e distribuição do sangue destinado a 384 hospitais do Estado, porém as doações sofrem muito com sazonalidade. Campanhas e parcerias como essa com a Prefeitura ajudam a manter o abastecimento adequado e garantir o atendimento e sobrevida de pessoas em situação críticas”, disse o secretário do Estado de Saúde, Michele Caputo.

Também prestigiaram o evento o vereador Geovane Fernandes e o diretor do Hemepar, Paulo Hatschbach.

Como doar

Além do ônibus de coleta móvel, as doações podem ser feitas na sede da Hemepar, na Travessa João Prosdócimo, 145, Alto da Glória. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h30, aos sábados, e das 8h às 18h. O procedimento de doação de sangue é seguro e dura aproximadamente 40 minutos.

Homens podem realizar a doação a cada 60 dias, enquanto as mulheres devem aguardar três meses para realizar nova doação. Quem fizer três doações de sangue em um período de 12 meses pode solicitar a emissão do certificado de Doador Fidelizado de Sangue, que dá direito a uma série de benefícios no estado, como meia-entrada em shows, cinema e outros eventos.

Junho Vermelho

A partir desta quinta-feira (1/6) e durante todo o mês de junho a estufa do Jardim Botânico e a Casa Japonesa da Praça do Japão ficarão iluminadas com a cor vermelha à noite. A mudança faz parte da campanha Junho Vermelho, que incentiva a doação de sangue.

A campanha acontece simultaneamente nos estados de São Paulo, Bahia, Rio de Janeiro, Paraná, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina, com monumentos públicos sendo iluminados de vermelho. O Junho Vermelho é feito todos os anos pelo Movimento Eu Dou Sangue, de São Paulo.

Requisitos básicos para doar sangue

– Estar em boas condições de saúde.

– Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos, clique para ver documentos necessários e formulário de autorização).

– Pesar no mínimo 50kg.

– Estar descansado (ter dormido pelo menos seis horas nas últimas 24 horas).

– Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas quatro horas que antecedem a doação).

– Apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social).

Impedimentos temporários

– Resfriado: aguardar sete dias após desaparecimento dos sintomas.

– Gravidez

– 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana.

– Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses).

– Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação.

– Tatuagem nos últimos 12 meses.

– Situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis: aguardar 12 meses.

 

Impedimentos definitivos

– Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, Aids (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas.

– Uso de drogas ilícitas injetáveis.

– Malária.

– Hepatite após o 11º aniversário: recusa definitiva; hepatite B ou C após ou antes dos 10 anos: recusa definitiva; hepatite por medicamento: apto após a cura e avaliado clinicamente; hepatite viral (A): após os 11 anos de idade, se trouxer o exame do diagnóstico da doença, será avaliado pelo médico da triagem.

 

Intervalos para doação

– Homens – 60 dias (máximo de quatro doações nos últimos 12 meses).

– Mulheres – 90 dias (máximo de três doações nos últimos 12 meses).

 

Fonte Oficial: http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/prefeitura-reune-atletas-e-lanca-campanha-doe-sangue-pelo-esporte/42315.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Curitibinhas discutem educação no trânsito e uso da bicicleta – Prefeitura de Curitiba/PR

Estudantes do 5° ano da Escola Municipal Sady Souza, no Sítio Cercado, vão percorrer as …