Câmara Municipal de São Paulo Fórum debate currículo na Educação Integral

DA REDAÇÃO

A Câmara Municipal de São Paulo sediou nesta quinta-feira (24/8) o 5º encontro do Fórum de Educação Integral para uma Cidade Educadora que debateu “O Currículo na Educação Integral”. A responsável pela palestra do encontro foi a professora doutora Claudia Galian, da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP). Ela abordou, entre outros assuntos, os problemas das atuais experiências da Educação Integral.

“Há um reforço da ideia de que a escola e os conteúdos escolares são a parte chata do currículo e a parte legal, divertida fica para as outras experiências. Isso, muitas vezes, para os alunos fica muito claro e não é uma vantagem. O ideal é que o ensino integral trabalhe com um currículo que integre tudo.”

A professora Claudia Galian explicou que o currículo das escolas tem que incluir as tradicionais aulas de português, matemática, história, geografia, mas que podem ser desenvolvidas com metodologias diferenciadas para despertar o interesse do aluno.

“O currículo é algo que está sempre em movimento, ele tem que ser algo constantemente discutido. Ele tem que incorporar as novas demandas, mas também garantir uma base sólida de elementos para compreender o mundo na complexidade que ele tem. E isso envolve sim os conteúdos escolares.”

Um caso de experiência positiva na educação integral de São Paulo, que vai ao encontro do que explicou a professora Claudia  é o da Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Carlos Gomes, na Vila Maria Alta, na zona norte de São Paulo, que atende 176 crianças. A diretora dessa escola, Érica Solange Seabra, contou no Fórum que o currículo escolar de 8 horas diárias é desenvolvido em 12 ambientes pedagógicos, com 3 refeições oferecidas entre 8h e 16h.

“São 6 salas que incluem a brinquedoteca, a sala de multimídia, linguagem matemática, jogos, as salas de leitura, linguagem verbal e artes. Temos também espaços externos e versáteis, como o espaço surpresa, com mesa e brinquedos. Existe a varanda do parque, o parque, a quadra, a varanda do “tigrão” e o refeitório.”

O Fórum de Educação Integral se reúne bimestralmente desde o ano passado, normalmente aqui na Câmara Municipal de São Paulo e tem a apoio do vereador Antônio Donato (PT). Um dos coordenadores do Fórum, João Kleber Santana Souza, lembra que a educação integral existe em São Paulo desde a década de 30 e hoje ela faz parte dos Planos Municipal e Nacional de Educação.

“O Fórum vem para fazer o debate e manter viva a discussão. E nós estamos tentando dar uma sequência de trabalho. As pessoas estão vindo e as escolas estão interessadas. O Fórum junta pessoas, rede pública, organizações sociais que debatem esse assunto, acadêmicos e demais interessados. E a Câmara Municipal de São Paulo, como “Casa do Povo”, tem nos acolhido, cedendo o espaço para os nossos encontros.”

Para mais informações sobre o Fórum de Educação Integral você pode consultar a página do Facebook “Educação Integral para uma Cidade Educadora” ou consultar o grupo responsável pela organização do Fórum no email: forumdeeducacaointegralsp@gmail.com.

Fonte Oficial: http://www.camara.sp.gov.br/blog/forum-debate-curriculo-na-educacao-integral/.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Produtos Recomendados

Confira Também

Vereadores debatem temas ligados à saúde, meio ambiente e desestatização

Sessão Plenária desta terça-feira (22/10) MARCO ANTONIO CALEJODA REDAÇÃO Na tarde desta terça-feira (22/10), durante …