Empresa é absolvida de indenizar trabalhadora por perda de proposta de emprego

                         Baixe o áudio
      
 

(Qua, 17 Jan 2018 14:05:00)

REPÓRTER: A trabalhadora disse ter recebido promessa de emprego de uma empresa concorrente e a Tivit Terceirização de Processos, Serviços e Tecnologia teria feito a contraproposta, aceita pela profissional, que foi dispensada dois meses depois.

Para a SDI-1 do TST as alegações da trabalhadora não foram comprovadas, e, por isso, o acórdão do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região em Campinas, que havia excluído a condenação da empresa, foi restabelecido.

Segundo o TRT, nos documentos juntados pela trabalhadora não havia prova segura das afirmações dela. O Regional destacou ainda que faltou demonstração de que a empregadora fez oferta em razão da proposta da concorrente, o que poderia evidenciar a referida “perda de uma chance”.

O relator do recurso da empresa na SDI-1, ministro Cláudio Brandão concluiu pela contrariedade à Súmula 126 do TST. Isso porque a Segunda Turma do TST, que havia decidido de modo contrário ao Regional, fez novo valor sobre o depoimento de testemunha transcrito pelo TRT, que, soberano no exame dos fatos e das provas, afirmou a fragilidade do relato.

Com isso, por unanimidade, o recurso da Tivit foi aceito e a trabalhadora não deve ser indenizada.

Reportagem: Liamara Mendes
Locução: Dalai Solino

 
O programa Trabalho e Justiça vai ao ar na Rádio Justiça de segunda a sexta, às 10h50.
 
Trabalho e Justiça 
Rádio Justiça – Brasília – 104,7 FM
Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Coordenadoria de Rádio e TV
Tribunal Superior do Trabalho
Tel. (61) 3043-4264
crtv@tst.jus.br

Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Vice-presidente do TST apresenta proposta de acordo para empregados das Indústrias Nucleares do Brasil

document.write(‘Seguir‘); !function(d,s,id){var js,fjs=d.getElementsByTagName(s)[0];if(!d.getElementById(id)){js=d.createElement(s);js.id=id;js.src=”http://platform.twitter.com/widgets.js”;fjs.parentNode.insertBefore(js,fjs);}}(document,”script”,”twitter-wjs”); A proposta prevê recomposição salarial e manutenção de cláusulas sociais. O vice-presidente …