Maurício Moura, do Ideia Big Data, explica porque Bolsonaro e Whatsapp vão dar o que falar nas eleições

Crédito: Ideia Big Data

Maurício Moura, fundador do IDEIA Big Data, um dos principais grupos de pesquisa de opinião e estratégia do Brasil, alerta: “O brasileiro está desencantado com a política, mas está ligado na disputa e nos acontecimentos”. A propaganda política só começa oficialmente nas televisões em agosto de 2018. Mas isso não quer dizer que a campanha já não seja o assunto que tem movimentado os papos nos grupos de Whatsapp e almoços familiares.

Maurício Moura define quem é o eleitor de Bolsonaro

Líder nas pesquisas de intenções de voto nos cenários em que o ex-presidente Lula não concorre, o deputado divide opiniões. “Tem gente que defende e tem quem critique. Mas poucos estão ouvindo seus eleitores”, afirma Maurício Moura. O IDEIA Big Data foi escutar os porquês das pessoas declararem voto no político.

Para os participantes da pesquisa do IDEIA Big Data, o deputado é alguém com experiência política, mas diferente dos políticos tradicionais. Ele também é visto como alguém com pulso firme. “Ainda é cedo pra dizer o que vai acontecer. Mas há atributos que os eleitores identificam no Bolsonaro e também algumas desconexões entre o que eles pensam e o que o candidato já disse”, afirma Maurício Moura.

Uma das conclusões a que chegou o estudo é o fato de seus eleitores não levarem ao pé da letra tudo o que ele diz. Principalmente, quando se trata de alguma questão mais polêmica. “Trata-se de um fenômeno similar ao que aconteceu nos Estados Unidos, com Trump”, explica Maurício Moura.

Maurício Moura explica impacto de WhatsApp no voto de jovens

Nas eleições presidenciais de 2014, o IDEIA Big Data, estudou o impacto das mensagens políticas enviadas pelo aplicativo aos jovens. “Descobrimos que ele levava eleitores mais jovens pras urnas”, explica Maurício Moura. “Concluímos que mensagens de candidatos enviadas por Whatsapp podem ter o mesmo efeito que receber alguém presencialmente para falar sobre uma candidatura”, afirma.

Maurício Moura acredita que a ferramenta terá ainda mais influência nas eleições deste ano. Hoje, cerca de 60% da população acessa o WhatsApp, três vezes mais do que há quatro anos. “Vai ser uma das principais ferramentas de campanha”, conclui.

Maurício Moura é o fundador do Ideia Big Data

Fundador do IDEIA Big Data e professor da Universidade George Washington, especializou-se em políticas públicas e análises eleitorais. Formou-se em economia pela Universidade de São Paulo e possui mestrado e doutorado, respectivamente, nas Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, e na Fundação Getúlio Vargas.

Comentários

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Escola do Trabalhador chega ao sistema prisional

Para levar mais dignidade às pessoas presas, a Escola do Trabalhador, iniciativa de cursos profissionalizantes, …