PEC inclui proteção à adolescência entre os direitos sociais

A proteção à adolescência pode ser incluída nos direitos sociais garantidos pela Constituição, no mesmo rol que já contempla educação, moradia, saúde e a proteção à maternidade e à infância. A proposta de emenda à Constituição (PEC 70/2011) que trata do assunto está pronta para ser votada pelo Plenário do Senado.

O senador Paulo Bauer (PSDB-SC), autor da proposta, argumenta que a Constituição reconhece e garante diversos direitos a crianças e adolescentes, mas inclui apenas a proteção à infância no rol dos direitos sociais. Como exemplo dos direitos já presentes no texto, o senador citou os programas de assistência integral à saúde da criança e do adolescente e o acesso do trabalhador adolescente e jovem à escola.

“E essa omissão precisa ser corrigida, sob pena da incoerência das garantias previstas nos demais dispositivos constitucionais”, explicou Bauer. A relatora, senadora Lúcia Vânia (PSB-GO), concorda: “Aos adolescentes são devidos apoio e proteção para que possam desenvolver seu potencial humano e ingressar na vida adulta em condições mais favoráveis ao exercício pleno da cidadania”, afirmou.

O texto já foi aprovado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) e está pronto para ser votado no Plenário. Se aprovado em dois turnos de votação, segue para a Câmara dos Deputados.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte Oficial: Senado Federal.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Produtos Recomendados

Confira Também

Senado celebra 15 anos da Universidade da Maturidade em sessão especial — Senado Notícias

Em atendimento a requerimento do senador Eduardo Gomes (MDB-TO), o Senado irá promover na sexta-feira …