Juízes federais gaúchos paralisam no dia 15 – Jornal do Comércio

Os juízes federais do Rio Grande do Sul vão paralisar as atividades jurisdicionais nesta quinta-feira, 15 de março. Em consulta realizada pela Associação dos Juízes Federais do Rio Grande do Sul (Ajufergs), a maioria dos magistrados federais gaúchos – 147 de um total de 180 votantes – decidiu pela suspensão das atividades.

A paralisação tem o objetivo de demonstrar a insatisfação da categoria com a decisão da presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, de julgar ações que tratam do pagamento de auxílio-moradia a juízes federais. O tema deve ser analisado em plenário no dia 22 deste mês.

A entidade defende a mesma posição da Associação do Juízes Federais do Brasil (Ajufe), de que a Corte amplie a discussão, definindo quais são os pagamentos constitucionais devidos a todos os magistrados brasileiros, e não apenas aos federais. O presidente da , o juiz federal Gerson Godinho da Costa, defende a manutenção da verba, sob o argumento de que está previsto em lei.

“O que queremos é uma regulação da situação como um todo. Nós só recebemos o auxílio-moradia, mas outras categorias recebem outros benefícios. A decisão da ministra passa para a sociedade uma imagem dos juízes federais como sendo marajás, e isso não é justo”, reforçou.

Costa ainda garante que não se trata de uma greve, já que a paralisação deve ocorrer somente no dia 15. A Justiça Federal deve funcionar em regime de plantão, portanto, casos urgentes não devem ficar desassistidos.

 

Fonte Oficial: https://portaldomagistrado.com.br/wp-content/uploads/2018/03/juizes-federais-gauchos-paralisam-no-dia-15-jornal-do-comercio.br_conteudo/2018/03/cadernos/jornal_da_lei/615190-juizes-federais-gauchos-paralisam-no-dia-15.html.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

TRF-1ª – CNPJ vinculado ao nome de trabalhadora não impede o recebimento do seguro-desemprego – AASP

Por unanimidade, a 1ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) manteve sentença …