Homenagem ao ex-ministro José Gerado Grossi marca sessão solene desta terça-feira (15) — Tribunal Superior Eleitoral

O Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realizou, nesta terça-feira (15), sessão solene em homenagem ao ex-ministro José Gerardo Grossi, falecido na semana passada. O presidente da Corte, ministro Luiz Fux, abriu a sessão destacando o exemplo de Grossi a quem denominou de homem probo e competente. Ele falou sobre a qualidade das decisões do jurista, de sua postura e de sua maneira de se relacionar com os colegas, com os servidores e com os advogados. “Essa é uma perda irreparável não só para a Justiça Eleitoral como também para a advocacia e para a sociedade brasileira”, disse. “O ex-ministro foi um cultor do Direito como um todo, um cultor do direito eleitoral e deixa um legado de incansável defesa da liberdade do Estado Democrático de Direito” completou.

Falando em nome dos demais ministros e dos integrantes da “família eleitoral”, o presidente do TSE também expressou condolências, solidariedade e reverência pela “inestimável contribuição” que o ex-ministro deu ao Tribunal. Invocando Manuel Bandeira, Fux ressaltou que Grossi “apenas se ausentou, que a vida é uma só e ela continua exatamente nessa vida que ele viveu para o Direito, para o Brasil e para o engrandecimento das nossas instituições”.

Presente à sessão, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), José Paulo Sepúlveda Pertence, relembrou a trajetória do ex-ministro. Disse que, apesar da tristeza do momento, sentiu-se confortado por ter sido escolhido pelos advogados militantes do Tribunal para homenagear o amigo.

O vice-procurador-geral eleitoral, Humberto Jacques, também prestou homenagem ao ex-ministro. “A minha geração e o Ministério Público Eleitoral sentem o luto do passamento do ministro”, afirmou.

Trajetória

José Gerardo Grossi atuou como ministro substituto do TSE entre 1994 e 1996. Posteriormente, em 2002, voltou à Corte e nela permaneceu até se tornar ministro efetivo pela classe dos advogados entre os anos de 2006 e 2008.

Aos 85 anos, era um dos advogados mais importantes e atuantes do Distrito Federal, onde vivia desde os primeiros anos de sua carreira. Mineiro de Abre Campo, foi professor da Universidade de Brasília (UnB) e conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Era conhecido pelo amplo domínio dos estudos jurídicos, bem como por seu humor refinado.

 

MM/LR, DM

Fonte Oficial: http://www.tse.jus.br/imprensa/noticias-tse/2018/Maio/homenagem-ao-ex-ministro-jose-gerado-grossi-marca-sessao-solene-desta-terca-feira-15.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

TSE aprova critérios para distribuição do Fundo Eleitoral — Tribunal Superior Eleitoral

O Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou por unanimidade, em sessão administrativa nesta quinta-feira …

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!