Câmara homenageia os 70 anos da criação do Estado de Israel – Câmara Notícias

Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Homenagem foi feita em sessão solene realizada nesta quinta-feira (17)

A Câmara dos Deputados homenageou nesta quinta-feira (17), em sessão solene requerida pelos deputados Takayama (PSC-PR), Roberto de Lucena (Pode-SP) e Jony Marcos (PRB-SE), os 70 anos da criação do Estado de Israel, comemorados em 14 de maio.

Em mensagem enviada ao Plenário, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, destacou o percurso dos judeus ao longo da história. “A trajetória do povo judeu foi reconhecidamente marcada pelo sacrifício de gerações que enfrentaram o cativeiro, a ocupação estrangeira, a diáspora, as perseguições, o bárbaro holocausto nazista e que nunca abandonaram o sonho de viver em paz na terra de seus antepassados”, afirmou.

Maia também lembrou a participação do chanceler brasileiro Osvaldo Aranha na Assembleia Geral das Nações Unidas que, em 1947, decidiu pela criação do Estado de Israel, efetivada em 14 de maio de 1948. “Ele foi capaz de articular uma solução alentadora para os problemas da região. O papel por ele desempenhado foi determinante para a constituição do novo país”, recordou.

O deputado Jony Marcos, coordenador do Grupo Parlamentar Brasil-Israel, também relembrou a importância de Aranha para a admissão de Israel como estado-membro das Nações Unidas. “Conhecedor de que ainda não havia votos necessários para aprovar a admissão de Israel como estado-membro, Osvaldo combinou com os países favoráveis que alongassem o discurso no plenário para que a decisão não fosse votada no dia agendado. Adiada a votação, precisou de mais uns dias para conversar e convencer mais países a votarem a favor de Israel”, contou.

Segundo o deputado Takayama, presidente da Frente Parlamentar Evangélica, o chanceler Osvaldo Aranha, quando presidiu a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, concedeu aos povos judeus o direito de voltar para a terra de seus antepassados depois de quase 2 mil anos sem esse reconhecimento e, desde então, Brasil e Israel possuem um sólido laço de amizade.

O deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) também destacou a amizade entre Brasil e Israel. “O Brasil sempre manteve com Israel uma relação cordial e positiva e, com a realização desta sessão solene, mostramos nossa intenção em fornecer ainda mais amizade entre os dois países”, ressaltou.

Jerusalém
Durante a solenidade, os deputados Roberto de Lucena, Sóstenes Cavalcante, Carlos Gomes (PRB-RS), Paes Landim (PTB-PI), João Campos (PRB-GO) e Floriano Pesaro (PSDB-SP) anunciaram que encaminharam uma indicação ao Poder Executivo e uma carta ao presidente Michel Temer solicitando que o Brasil esteja entre os países que transferiram sua embaixada de Tel Aviv para Jerusalém.

“Este é o momento em que o Brasil pode ter uma atitude concreta e pode dar um passo efetivo e concreto na direção do reconhecimento e do apoio ao Estado de Israel”, afirmou Roberto de Lucena.

O deputado Pr. Marco Feliciano (Pode-SP) disse que fez um apelo ao governo “para que a nação de Israel seja, de fato, reconhecida em sua plenitude e que a capital do país seja Jerusalém”.

Fonte Oficial: Câmara dos Deputados.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Semana de Valorização da Primeira Infância debate parentalidade — Senado Notícias

A Construção da Paz pela Primeira Infância: parentalidade, proteção e promoção da criança é o …