Semob-JP intensifica fiscalização contra o transporte escolar clandestino para garantir segurança do serviço

Com o objetivo de garantir a segurança do serviço de transporte escolar, a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP) intensificou a fiscalização para coibir a prática ilegal do transporte clandestino na Capital, que põe em risco a integridade física e a vida das pessoas transportadas por esses motoristas ilegais, tendo em vista que, em sua grande maioria, os transportados são crianças.

O superintendente adjunto da Semob-JP, Wallace Massini, falou da importância em contratar um transporte escolar cadastrado. “Antes de contratar o serviço, procure saber se o veículo está cadastrado e se foi aprovado na vistoria. Dessa forma, você garante que seu filho está sendo transportado com segurança”, disse.

“Por não estarem cadastrados na Semob-JP, esses veículos não passam por qualquer tipo de inspeção para atestar se atendem aos requisitos mínimos exigidos para a prestação do serviço que é exigido pelo Conselho Nacional de Trânsito e regulamentado pelo órgão de trânsito municipal”, afirmou o chefe da Seção de Fiscalização de Transporte Público da Semob-JP, Sérgio Murilo, que acrescentou que diariamente equipes do órgão estão nas ruas para identificar e punir os clandestinos do transporte escolar.

Veículos seguros – Atualmente, o serviço de transporte escolar é feito por 430 veículos cadastrados na Semob-JP. Esses veículos passam por uma vistoria semestral no período de férias das escolas. Quando aprovados na inspeção, eles recebem um selo de aprovação, o que garante aos pais que seus filhos estão sendo transportados por veículos seguros, conduzidos por profissionais qualificados.

Apreensões – Nos primeiros quatro meses do ano, a fiscalização da Semob-JP já flagrou e apreendeu 19 veículos utilizados para o transporte escolar ilegal. Após os procedimentos no local da apreensão, o veículo é removido para o pátio do órgão, onde fica até o pagamento das pendências referentes à infração cometida. A multa para o transporte escolar clandestino é de 20 ufir (R$ 683,80), mais taxa de reboque de 3 ufir (R$ 102,57), além de 5 ufir (R$ 170,95) por dia de permanência no pátio da Semob-JP. O valor da ufir do município de João Pessoa hoje é de R$ 34,19.

A Lei – A fiscalização da Semob-JP, que tem o apoio do Ministério Público da Paraíba (MPPB), está baseada na Lei Complementar Municipal Nº 44, de 09 de maio de 2007, que estabelece normas complementares para a exploração do serviço de transporte remunerado de passageiros em João Pessoa.

 

O post Semob-JP intensifica fiscalização contra o transporte escolar clandestino para garantir segurança do serviço apareceu primeiro em Prefeitura Municipal de João Pessoa.

Fonte: http://www.joaopessoa.pb.gov.br/semob-jp-intensifica-fiscalizacao-contra-o-transporte-escolar-clandestino-para-garantir-seguranca-do-servico/.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Prefeitura oferece testes rápidos de HIV, sífilis e hepatite C

Testes rápidos de HIV, sífilis e hepatite C estarão disponíveis nesta sexta-feira, 25, pela unidade móvel …

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!