Hospital do Trabalhador amplia atendimento com novos investimentos – Prefeitura de Curitiba/PR

Radio Prefeitura


Pronto-socorro completa 20 anos e Hospital do Trabalhador passa a ter unidade de

O prefeito Rafael Greca e o secretário estadual de Saúde, Antônio Carlos Figueiredo Nardi, inauguraram, na manhã desta sexta-feira (29/6), a unidade de ressonância magnética do Hospital do Trabalhador, no Novo Mundo. A entrega da nova unidade marca também as comemorações pelos 20 anos do pronto-socorro do Hospital do Trabalhador.

Durante a cerimônia houve ainda a renovação do convênio entre a Prefeitura de Curitiba, o Governo do Estado, a Universidade Federal do Paraná (UFPR) e a Fundação de Apoio da UFPR (Funpar). O Hospital do Trabalhador é estadual e tem gestão compartilhada. 

“Vim dizer muito obrigado a vocês, em nome da cidade”, disse o prefeito Rafael Greca à plateia formada principalmente por profissionais de saúde que trabalham no Hospital do Trabalhador.

“O bem que é feito aqui merece ser comemorado. A cidade vê com muito entusiasmo e tem motivos de orgulho pelo Hospital do Trabalhador. Os R$ 4 milhões que o Governo do Estado investiu para implantar esta unidade vão aliviar o transporte dos pacientes e a fila do SUS Curitibano”, afirmou o prefeito.

Com o novo serviço, o hospital oferecerá 500 exames por mês, 300 a mais do que os 200 disponibilizados fora do hospital. Quatrocentos serão para os pacientes do hospital e 100 para o atendimento dos pacientes de Curitiba, reduzindo a espera pelo exame.

Sem sair do hospital

O diretor do hospital, Geci Labres de Souza Júnior, falou da fragilidade de muitos dos pacientes que vão utilizar o novo serviço de ressonância magnética dentro do Hospital do Trabalhador. “Até ontem, o paciente era colocado numa ambulância para ser levado até outro local para fazer o exame. Isso fragiliza porque são pacientes graves. Agora, eles farão os exames aqui”, relatou o diretor.

Dos R$ 4 milhões investidos pelo Governo do Estado na nova unidade, R$ 3 milhões foram para a compra do equipamento, mais R$ 1 milhão para as reformas necessárias na estrutura da nova unidade.

O secretário Antônio Carlos Figueiredo Nardi enfatizou a importância do maior pronto-socorro do Paraná e da implantação do novo serviço. “A governadora Cida Borghetti determinou esse olhar diferenciado com o Hospital do Trabalhador. Com a unidade de ressonância magnética, vamos dar condições de dignidade aos usuários que precisarem e que contam com a equipe valorosa deste hospital”, disse Nardi, que também destacou a parceria entre Governo do Estado, Prefeitura de Curitiba e UFPR.

A secretária municipal de Saúde, Márcia Huçulak, lembrou que quando a parceria começou era um desafio para todos os envolvidos. “Havia a necessidade de ampliar. Construímos uma parceria arrojada, foi uma inovação à época fazermos uma parceria tripartite que permitiu que chegássemos até aqui. Esse hospital é pujante, é a estrutura que mais atende trauma e emergência”, disse a secretária. O primeiro convênio foi assinado em 1995.

Também participaram da cerimônia de renovação do convênio, aniversário do pronto-socorro e inauguração do serviço de ressonância magnética Edson Tissot, que representou a UFPR, o diretor superintendente da Funpar, João da Silva Dias, e o diretor de Administração e Finanças da Funpar, Enio Fabricio Ostrovski Ponczek.

O maior do Paraná

O pronto-socorro do Hospital do Trabalhador foi inaugurado em 1998 para atender a região sul de Curitiba. Hoje, é referência para a população de Curitiba e da Região Metropolitana. É o maior pronto-socorro público do Paraná. O hospital faz aproximadamente 230 mil atendimentos por ano, cerca de 1.500 cirurgias por mês.

Com 222 leitos, dos quais 40 são de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), a estrutura vem se consolidando como unidade de excelência  na assistência ao trauma, como acidentes de trânsito e violência interpessoal. Além da assistência hospitalar, também oferece consultas e exames ambulatoriais, além de partos de gestantes de alto risco. O Hospital do Trabalhador é referência materno-infantil para a Região Metropolitana de Curitiba, com equipe especializada e equipamentos de última geração para a gestação de alto risco.

O hospital também participa do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS), “Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil”, conduzido pelo Hospital Albert Einstein e “Projeto Lean nas Emergências”, capitaneado pelo Hospital Sírio Libanês.

Desde 2005, é ainda um hospital de ensino com campo de estágio de graduação e pós-graduação nas áreas de medicina, enfermagem, fisioterapia, terapia ocupacional, farmácia, entre outras.

Mais novidades

O secretário estadual de Saúde, Antônio Carlos Figueiredo Nardi, também falou durante a cerimônia do investimento do Governo do Estado para a construção do Centro de Saúde da Mulher do Hospital do Trabalhador, no qual o Estado está investindo R$ 13,1 milhões na construção do prédio que abrigará a maternidade, serviços de ginecologia e obstetrícia, terapia intensiva pediátrica e neonatal, terapia intensiva adulta feminina, enfermarias, leitos de internação e ainda outros setores. “Curitiba é referência nos serviços de saúde”, completou.

A obra está com 93% dos trabalhos concluídos e é a maior obra realizada na história do hospital desde sua inauguração, em 1947.

Em média, o Hospital do Trabalhador faz 250 partos, 80 cesáreas e mais de 1,6 mil atendimentos obstétricos ao mês. Todos estes indicadores serão ampliados após a inauguração do Centro de Saúde da Mulher.

Fonte Oficial: http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/hospital-do-trabalhador-amplia-atendimento-com-novos-investimentos/46673.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Rua da Cidadania do Cajuru retoma o Encontro dos Artistas – Prefeitura de Curitiba/PR

    Recomeça nesta quinta-feira (25/10), às 19h, no auditório da Rua da Cidadania do …