Três programadores ganham tablets por aplicativo que mostra ‘trilha’ legislativa — Senado Notícias

A Equipe 31337, de Brasília, vencedora do Parlathon Go, maratona de programação organizada pelo Senado e Câmara dos Deputados na Campus Party Brasília, foi premiada na noite de sábado (30) com três tablets e três entradas para a Campus Party São Paulo, que será realizada em janeiro de 2019. O aplicativo para celular desenvolvido pelo grupo em 36 horas permite uma visualização descomplicada da trilha legislativa, como foi chamada a tramitação dos projetos.

Para Danilo Lemes, líder da Equipe 31337, a maior dificuldade para desenvolver o aplicativo foi compreender o processo legislativo.

— A gente perdeu bastante tempo tentando entender a tramitação de um projeto de lei. Uma Casa inicia, a outra revisa, tem veto, não tem veto. Além disso, a gente encontrou muitos problemas na hora de puxar os dados. Apesar de representarem a mesma coisa, os dados das duas Casas são [oferecidos] de forma totalmente diferente. Vincular os dois é muito difícil — disse.

Além de Danilo, fizeram parte da equipe vencedora Daniel Sousa e Abner Lucas. Os três são da área de análise e desenvolvimento de sistemas. Danilo e Daniel já trabalham, Abner é ainda estudante.

O segundo lugar ficou com a equipe KBM, premiada com três entradas para a Campus Party de São Paulo. A Equipe Batata, classificada em terceiro lugar, também recebeu três entradas, sem acampamento, para o evento de São Paulo. O trabalho das duas equipes também envolveu o desenvolvimento de soluções, a partir de dados abertos da Câmara e do Senado, para acompanhar a tramitação de projetos. Das 29 equipes inscritas, 7 conseguiram apresentar uma proposta.

Tecnologia e política

O diretor-executivo de Gestão do Senado, Márcio Tancredi, avaliou que a participação do Senado na Campus Party é uma amostra definitiva de uma tendência da Casa “para inverter uma equação antiga”, ao referir-se à dificuldade de comunicação com a população.

— O que vale agora não é o que a gente quer mostrar ao público, mas entender o que o público quer ver da nossa parte — disse.

Diretor do Prodasen, Alessandro de Albuquerque falou da sua surpresa ao ver jovens campuseiros “deixando o tempo deles de curtir a Campus Party, de ir a palestras, de ir a eventos e de jogar” para ficar em suas bancadas estudando o processo legislativo e os dados abertos sobre tramitação.

— Ali foi um exemplo de que a política tem tudo a ver com jovem e que a tecnologia tem tudo a ver com política. Foi um sucesso. Espero estar aqui no ano que vem juntamente com a Câmara.

Consulta simples

Para o diretor da Secretaria Legislativa do Congresso Nacional, Waldir Bezerra Miranda, foi visível o esforço das equipes para apresentar um trabalho que estimule as pessoas a se interessarem pelo processo legislativo, que “é difícil de entender”, disse. O desafio dos campuseiros foi deixar a consulta simples para atrair as pessoas, segundo Waldir, que fez parte da comissão julgadora do Parlathon Go.

Ricardo Vilarins, chefe de gabinete da Secretaria-Geral da Mesa da Câmara e um dos membros da equipe técnica que avaliou se as propostas atendiam às regras do edital, disse que é possível identificar nas soluções apresentadas ideias que podem ser aproveitadas, pelo Senado e Câmara, em aplicativos e em sites responsivos.

— Dá para identificar, em 36 horas, uma curva de aprendizagem alta das equipes, apesar das dificuldades de levar para o público o entendimento do processo legislativo.

Campus Party Brasília

A Campus Party Brasília, encerrada domingo, dia 1º, reuniu no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha hackers, desenvolvedores, gamers e empreendedores que participaram de maratonas de programação e palestras na área de TI.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte Oficial: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2018/07/02/tres-programadores-ganham-tablets-por-aplicativo-que-mostra-trilha-legislativa.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Projeto libera recursos do Suas para compra de álcool em gel e máscaras — Senado Notícias

Foi apresentado no Senado proposta que autoriza a utilização de recursos do Sistema Único de …