Pedidos de remoção de veículos são quase 9 mil em dois meses – Prefeitura de Curitiba/PR

O número de pedidos da população para que sejam removidos veículos abandonados ou estacionados de forma irregular na via pública aumentou em quase dois mil com o funcionamento do serviço de guincho contratado pela Prefeitura. De janeiro a março, antes do início da operação, foram registrados pela Central 156 cerca de 6,9 mil pedidos de remoção. Em abril e maio, com o serviço funcionando, o número de solicitações subiu para 8,8 mil no período.

“Isso pode indicar que a população se sente estimulada a denunciar porque sabe que será atendida”, observa o diretor de Fiscalização da Superintendência de Trânsito (Setran), Claudionor Agibert.

Um diferencial nos bairros tem sido o apoio de guardas municipais na atividade. Desde fevereiro, a corporação tem a atribuição de atuar também no trânsito. Além de estar autorizada para aplicar multas relativas a infrações de motoristas, o efetivo está sendo capacitado para requisitar a remoção de veículos estacionados irregularmente, sem a necessidade da presença de agentes de trânsito. Cerca de 60 guardas já passaram pelo treinamento e estão reforçando o trabalho, até então exclusivo dos agentes da Setran.

“O reforço vai ajudar a Prefeitura a ser ainda mais eficiente no atendimento das demandas da população referentes a esse tipo de infração, democratizando o espaço das ruas franqueado aos veículos e deixando a cidade mais segura”, justifica Agibert. Ele lembra que essa atribuição é importante para garantir segurança viária e evitar problemas como carros estacionados em guia rebaixada ou, ainda, próximo de esquinas, retirando a visibilidade de outros condutores, além das irregularidades cometidas em vagas exclusivas para idosos e pessoas com deficiência e dificuldade de locomoção.

Guardas no trânsito

Segundo o diretor da Guarda Municipal, Odgar Nunes Cardoso, assim que detectam um veículo indevidamente estacionado na rua ou são acionados por demandas da população, pelo telefone 156, os guardas podem acionar o serviço de guincho, para que seja feita a remoção, após emitir o auto de infração. Também cabe a eles documentar as características e condições dos veículos que serão removidos – placas, cor, modelo e a situação em que eles se encontravam na via pública.

Os dados são anotados em formulário disponível no aplicativo específico para a função e acompanhados de fotografias registradas dos veículos. Assim que o veículo é colocado no caminhão-guincho, é emitido o documento referente à operação. Todas as informações são recebidas em tempo real pelo sistema, na administração do pátio onde os veículos ficam até serem resgatados pelos donos ou irem a leilão. Um adesivo é colado no local onde o veículo irregular estava estacionado, com informações e telefones de contato.

“A Guarda Municipal está presente nas dez administrações regionais de Curitiba, atuando 24 horas todos os dias da semana, executando as funções de guarda, proteção e, a partir dos treinamentos recebidos, tem atuado com mais ênfase na fiscalização de trânsito em toda a cidade, em conjunto com os demais órgãos competentes”, explica Cardoso.

Fonte Oficial: http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/pedidos-de-remocao-de-veiculos-sao-quase-9-mil-em-dois-meses/46738.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Rua da Cidadania do Cajuru retoma o Encontro dos Artistas – Prefeitura de Curitiba/PR

    Recomeça nesta quinta-feira (25/10), às 19h, no auditório da Rua da Cidadania do …