Câmara comemora os 28 anos Estatuto da Criança e Adolescente

 

Eca – Lei Federal  nº 8.069, foi instituída em 13 de julho de 1990

KAMILA MARINHO
DA REDAÇÃO

Nesta sexta-feira (13/7), foi comemorado na Câmara Municipal de São Paulo, os 28 anos do ECA (Estatuto da Criança e Adolescente).   O Eca  – Lei Federal  nº 8.069, foi instituída em 13 de julho de 1990, um marco do compromisso da família, da sociedade e do poder público na proteção integral de crianças e adolescentes, considerados sujeitos de direitos e deveres no processo de desenvolvimento da cidadania, conforme do Artigo 227 da Constituição Federal de 1988.

Após a sanção do Estatuto em 1990, o Brasil conseguiu reduzir em 24% as mortes de crianças antes de um ano de idade. Já na educação, conforme os dados do Ministério da Educação (MEC), mais de 98% das crianças estão matriculadas no ensino fundamental e 85% dos adolescentes têm acesso ao ensino médio.

Um dos redatores do Estatuto, Edson Sêda, que esteve presente na comemoração, explicou que o a Lei foi elaborada no século 20 para vigorar no século 21. “Esses 28 anos significam o começo de uma trajetória em que o Brasil constrói a cidadania que começa com a criança e com o adolescente”, comentou.

Já Secretário Adjunto Direitos Humanos e Cidadania da Prefeitura de São Paulo, Eduardo Barbin, chamou a atenção para o patamar que foi atingido após o Estatuto e os desafios da cidade de São Paulo para respeitar os direitos fundamentais estabelecidos pela lei.

“A gente vê como buscas as melhorias de todos os serviços como a educação e a saúde, e a implementações de esportes, cultura e lazer para os avanços das previsões contidas no Eca. São metas diárias que nós temos para que essas medidas se concretizem e mudem a realidade da nossa cidade”, explicou o secretário que é também presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente.

Para a vereadora, Soninha Francine (PPS), o Legislativo Municipal tem o dever de acompanhar os rumos do ECA na cidade. “Essa atividade de hoje é muito importante como mais uma forma de fazer cumprir o que a lei preconiza. A Câmara deve estar presente e ativa no acompanhamento e discussão das políticas públicas em nosso município”, pontuou Soninha.

Escola do Parlamento promove Curso de Formação de Conselheiros Tutelares

Nesta sexta-feira, como parte das comemorações dos 28 anos do Eca, a Escola do Parlamento em parceria com a Secretaria dos Direitos Humanos, realizou a abertura do o Curso para Formação de Conselheiros Tutelares.

O objetivo do curso que acontecerá nos dias 18, 20, 23, 25, 26 e 30 de julho, na sede do Poder Legislativo, é o de colaborar para o trabalho destes profissionais que atuam na cidade de São Paulo com noções de conteúdo teórico de atuação e na condução de abordagens, providências e encaminhamento de casos.

“A Escola do Parlamento tem esse perfil  de conduzir  formações que contemplem a sociedade e a população em geral, aumentando a participação que se propicie mudanças das políticas públicas,” explicou Ilza Jorge, diretora executiva da Escola do Parlamento.

Fonte Oficial: http://www.saopaulo.sp.leg.br/blog/camara-comemora-os-28-anos-estatuto-da-crianca-e-adolescente/.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

CCJ ouve contribuições em audiência sobre a Política de Álcool e Drogas

Audiência Pública da CCJ sobre Política Municipal de Álcool e outras Drogas JOTA ABREUDA REDAÇÃO …