Mais de 700 animais foram imunizados em ao preventiva de bloqueio contra raiva :: Notcia :: Prefeitura de Vitria

André Sobral

Agentes do CVSA fizeram vacinação porta a porta em Itararé para imunizar os animais contra raiva (Ampliar imagem)

Equipes do Centro de Vigilância em Saúde Ambiental (CVSA) realizaram vacinação preventiva contra a raiva animal em Itararé, nestas quinta (12) e sexta (13). A ação de bloqueio aconteceu após a confirmação positiva para a raiva em um morcego que foi encontrado morto no bairro.

No total, foram imunizados 609 cães e 173 gatos ao redor do local de foco – inseridos no raio de 500 metros. Além da vacinação, equipes de Educação em Saúde Ambiental também fizeram abordagens educativas em escolas e locais de grande movimentação para divulgação do caso e orientação sobre os riscos da doença e medidas de proteção.

Para o diretor do CVSA, Manoel Pimentel Coutinho Júnior, a ação buscou reforçar a imunidade dos animais de companhia. “A vacinação de cães e gatos contra a raiva é a principal medida de prevenção e deve ser feita todo ano””, afirmou.

André Sobral

Campanha Vacinação Raiva

Vacinação aconteceu após morcego com vírus positivo para raiva ser encontrado morto (Ampliar imagem)

Aprovação

Moradores de Itararé elogiaram a ação da Secretaria Municipal de Saúde (Semus). Valiana Bueque, mãe do gato “Igor”, foi uma delas. “Eu procuro identificar antes as pessoas que batem na porta e, conforme orientação, olho se estão uniformizadas e de crachá. Quando vejo que são os agentes de endemias em ação, recebo-os, principalmente, para vacinar meu gato, pois é muito importante para prevenção de doenças”.

Na casa da dona Regina Célia, não foi diferente. Quando os agentes chegaram, já foi buscar o comprovante de vacinação dos animais. “Sempre que tem campanha vacinamos, já que é melhor prevenir”, disse.

Cuidados com morcegos

O CVSA atende a solicitações da população para identificação de possíveis abrigos de morcegos e orienta sobre como desalojar esses animais de imóveis, bem como sobre os cuidados para controle e contato.

Também são recolhidos animais que agrediram pessoas ou que estão debilitados, mortos ou em situação suspeita que represente risco para a saúde humana.

O recolhimento é feito tanto dentro de imóveis quanto em locais públicos, tais como praças, ruas e jardins. Os animais recolhidos são encaminhados para exame de laboratório para investigação sobre a presença do vírus da raiva.

Contato

O contato com morcegos pode ser perigoso, pois eles podem transmitir o vírus da raiva para seres humanos, cães e gatos, doença grave e letal em 100% dos casos.

Sendo assim, o CVSA orienta que, em caso de contato com morcego (como acordar com o animal em cima da cama ou no quarto), deve-se procurar imediatamente a unidade de saúde mais próxima da sua casa.

Caso encontre algum morcego vivo ou morto, em situação anormal (caído no chão, em vias públicas, pendurados em janelas, cortinas, em cima da cama, à luz do dia e que adentrem residências), não se deve tocar no animal. A orientação é ligar imediatamente para o Fala Vitória 156 solicitando o recolhimento.

Fonte: http://www.vitoria.es.gov.br/noticias/noticia-29654.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Prefeitura revitaliza asfalto na Avenida Omar Sabbag, no Botânico – Prefeitura de Curitiba/PR

O prefeito Rafael Greca esteve, na manhã desta terça-feira (17/7), no cruzamento da Avenida Omar Sabbag …

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!