Projeto de incentivo à Lei Anticorrupção recebe parecer favorável da CCJ

JOTA ABREU
DA REDAÇÃO

O Estímulo para as empresas aderirem aos requisitos previstos na Lei Anticorrupção, previsto no PL 723/2017, de autoria dos vereadores Caio Miranda (PSB) e Janaína Lima (NOVO) recebeu parecer favorável da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), na reunião ordinária desta quarta-feira (15/8).  O projeto estabelece critérios de anticorrupção nas licitações públicas.

Caso aprovado em plenário, o projeto possibilitará que a administração pública municipal estabeleça, como critério de desempate, em certames licitatórios, a preferência de contratação de empresas que adotem, em sua estrutura interna, posturas de combate à corrupção.

Segundo a justificativa dos autores, a proposta quer estabelecer mecanismos de efetivação da Lei Anticorrupção . “Busca-se considerar como critério de desempate nas licitações públicas as empresas que tenham implantado um departamento ou gerência de auditoria interna e compliance,” diz o texto.

O PL 849/2017, de autoria do vereador Aurélio Nomura (PSDB) também recebeu aval da CCJ. O Projeto concede incentivo fiscal de parte do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) aos estabelecimentos comerciais de São Paulo, permitindo o uso de banheiros ao público, independente de consumo no comércio.

De acordo com o vereador, como são poucos os banheiros públicos na cidade, a única alternativa da população é recorrer aos estabelecimentos comerciais que normalmente tem o uso dos sanitários condicionado ao consumo ou pagamento.  “Com a aprovação do Projeto, as despesas da Prefeitura com os banheiros irão diminuir”, pontuou Nomura.

Também continua tramitando, já com parecer favorável da CCJ, o PL 218/2018, de autoria do vereador Toninho Vespoli (PSOL), que institui em São Paulo a Semana de Conscientização e Combate ao Genocídio Negro. Segundo a justificativa, um levantamento feito pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostra como a população negra está mais exposta à violência no Brasil. Os dados revelam que os negros representam 54% da população sendo 71% deles vítimas de homicídio. O estudo mostra também que há o predomínio de negros na população carcerária do País.

Fonte Oficial: http://www.saopaulo.sp.leg.br/blog/projeto-de-incentivo-a-lei-anticorrupcao-recebe-parecer-favoravel-da-ccj/.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Banco genético de pessoas falecidas em situação de rua é tema de PL

Atualizado em (15/02/2019 – 18h00) | Em Tramitação, Geral, Notícias …