Ministros do STJ participam da posse de Dias Toffoli como presidente do STF – STJ

Ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) participaram nesta quinta-feira (13) da posse dos ministros Dias Toffoli e Luiz Fux nos cargos de presidente e vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) para o biênio 2018-2020. No mesmo período, ambos vão comandar o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O presidente do STJ, ministro João Otávio de Noronha, destacou a capacidade do ministro Dias Toffoli como gestor, entre outros atributos:

“Foi eleito para ocupar o cargo de presidente do STF o meu fraternal amigo, com quem trabalhei no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) quando ele era presidente e eu era corregedor. Posso afirmar que é um grande gestor, um homem íntegro, portador de grande inteligência jurídica. O Brasil ganha, o tribunal ganha e o jurisdicionado ganha muito com a posse do ministro Dias Toffoli.”

Conciliador

O corregedor-nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, também falou sobre as características pessoais do novo presidente do STF:

“O ministro Toffoli tem perfil conciliador, busca sempre o diálogo e valoriza as boas práticas judiciárias. São predicados importantes para lidar com os operadores do direito e com a sociedade civil. Ele é um estudioso do direito de elevado espírito público. Tenho certeza de que fará uma gestão agregadora e participativa na guarda da Constituição e na defesa da cidadania.”

Segundo o ministro do STJ Luis Felipe Salomão, Dias Toffoli é um jurista e administrador preparado para o cargo:

“Conheço o ministro há mais de dez anos. Ele conhece o Poder Judiciário por dentro e por fora. Conhece o Estado brasileiro. Ele vem se preparando e tem uma veia administrativa muito forte.  O ministro Toffoli tem políticas públicas muito bem definidas e uma interlocução com a magistratura muito boa. Com esse preparo, eu tenho absoluta certeza de que ele fará uma presidência para marcar época.”

Restrições históricas

No discurso de posse, Dias Toffoli agradeceu os votos de confiança e destacou a importância da participação de todos na formação de um país melhor, tendo em vista as restrições históricas à construção da cidadania.

“Em 1886 apenas 0,3% da população pôde ir às urnas. A exclusão da população foi duradoura, perdurou por mais de um século. Em 1985, finalmente o sufrágio universal. Mais de 65% da população esteve apta a votar nas eleições da Constituinte, gerando a Constituição que temos hoje”, disse ele.

O ministro Luís Roberto Barroso, falando em nome do STF, destacou a trajetória de Dias Toffoli, desde os tempos de líder estudantil na Universidade de São Paulo até sua participação em alguns julgamentos de impacto no STF, como nas questões de demarcação de terras indígenas, cotas para as universidades e pesquisas com células-tronco.

A cerimônia no plenário do STF teve a presença do presidente Michel Temer, do presidente do Senado, Eunício Oliveira, da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, da Ordem dos Advogados do Brasil, Cláudio Lamachia, da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e de várias outras autoridades.

Fonte Oficial: http://feedproxy.google.com/~r/STJNoticias/~3/jj4hPUExf5U/Ministros-do-STJ-participam-da-posse-de-Dias-Toffoli-como-presidente-do-STF.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Todos herdeiros legítimos fazem jus à partilha igualitária de cota testamentária que retorna ao monte por ausência do direito de acrescer – STJ

Nas hipóteses de testamento que fixa cotas determinadas para divisão da herança, e em caso …