Ministro Dias Toffoli recebe presidente da Câmara em sua primeira audiência como presidente do STF – STF

O novo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, recebeu nesta sexta-feira (14) o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) em sua primeira audiência no cargo. Em seu discurso de posse ontem (13), o ministro manifestou que o diálogo entre os Poderes dará o tom de sua gestão, e o encontro entre as duas autoridades logo na manhã seguinte confirma essa disposição.

Maia apresentou ao presidente do STF uma pauta sobre assuntos relevantes e urgentes que estão em discussão no STF e que a Câmara dos Deputados considera prioritários. O primeiro deles é a decisão do Plenário que garantiu o mínimo de 30% dos recursos do Fundo Partidário a campanhas eleitorais de candidatas mulheres.

A Ação Direta de Inconstitucionalidade (AD) 5617 foi julgada em 15 de março deste ano, mas ainda pendem de decisão a modulação dos efeitos e os embargos de declaração opostos pela Câmara dos Deputados. Maia considera que a definição do alcance da decisão é fundamental para que o direito seja efetivamente garantido às mulheres.

Outro tema de interesse do Parlamento é o que diz respeito aos efeitos da condenação de parlamentares. Maia considera imprescindível que haja uma unificação de entendimento entre a Primeira e a Segunda Turma do STF a respeito de quem deve cassar o mandato de deputado condenado: se a Mesa da Câmara ou seu Plenário. “A Primeira Turma tem decidido, como no caso Maluf, que é atribuição da Mesa da Câmara. Nós temos a interpretação de que deve ser do Plenário, como a Segunda Turma tem julgado. Mas respeitamos e executamos a decisão do Judiciário, que não deve ser questionada”, disse Maia.

O terceiro tema tratado no encontro foi a descriminalização do aborto. A matéria é objeto da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 442, de relatoria da ministra Rosa Weber, e foi discutida recentemente em audiência pública convocada pela relatora. Rodrigo Maia disse a Toffoli que esse debate deve ser travado no Congresso Nacional. “Pedi ao presidente que avalie com atenção essa discussão sobre a questão do aborto. Estamos num processo eleitoral, e haverá um novo Parlamento. É lá o caminho correto para a discussão desse tema, que tem gerado muito debate na sociedade e também entre os deputados”, afirmou.

O presidente do STF destacou a importância de sua primeira audiência ser justamente com o presidente da Câmara dos Deputados, a casa do povo. “Todas as preocupações aqui trazidas, principalmente esta relativa à questão do financiamento de campanha de mulheres, nós vamos analisar, conversar com os colegas e, se possível, decidir o quanto antes”, afirmou. “Em relação à uniformização de decisões entre as Turmas, como no caso da cassação de mandato, é importante que o Supremo também defina isso em seu Plenário”.

Em relação ao aborto, o presidente afirmou que a ADPF ainda não foi liberada para pauta pela ministra Rosa Weber. “De qualquer sorte, comungo da preocupação do deputado Rodrigo Maia. Teremos um novo Congresso que tomará posse a partir de 1º de fevereiro de 2019 e, com certeza, terá a oportunidade de debater e discutir esse assunto”, asseverou.

VP/CF

Fonte Oficial: http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=389726.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Agenda do presidente do STF, ministro Dias Toffoli, para terça-feira (20) – STF

9h – Despachos internos 12h – Almoço com o presidente do STJ, ministro João Otávio …