Serviço de apoio aos advogados funcionará em um único lugar – STJ

Para interligar os serviços que são oferecidos aos advogados na sede do Superior Tribunal de Justiça (STJ), a sala de apoio a esses profissionais funcionará apenas no térreo do Edifício dos Plenários, a partir da próxima segunda-feira (17).

A desativação do posto avançado, que ficava no segundo andar do Prédio da Administração, representa mais comodidade para os advogados que rotineiramente acompanham as sessões de julgamento da corte e ainda utilizam a Central de Atendimento ao Cidadão – que se concentram no mesmo prédio.

E esse é apenas o primeiro passo. A ideia é reestruturar tanto o leiaute físico da sala dos advogados, para torná-la mais moderna, acessível, útil e confortável (praticamente um coworking), como incrementar os serviços que já são oferecidos.

O que está por vir

O objetivo da Secretaria Judiciária, que idealizou o projeto, é responder às demandas de forma mais eficaz, integrando o apoio aos advogados ao atendimento que já é prestado presencialmente (protocolo judicial e informações processuais).

Além disso, a mudança busca proporcionar a interação constante do STJ com os seus clientes, para levantar necessidades, pensar em novas soluções, transmitir informações por meio de sistemas e de treinamentos, bem como obter feedback constante para possíveis aprimoramentos.

A sala de apoio aos advogados funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, sem interrupções, com pessoal à disposição para receber os usuários. O local oferece estações de trabalho com computadores, mesa para reuniões, sofá, maleiro, água, café e acesso aos banheiros. A sala é de uso exclusivo dos advogados.

Mais informações pelo telefone 61 3319-8410 ou pelo e-mail informa.processual@stj.jus.br.

Fonte Oficial: http://feedproxy.google.com/~r/STJNoticias/~3/92HHq0BZEmo/Servi%C3%A7o-de-apoio-aos-advogados-funcionar%C3%A1-em-um-%C3%BAnico-lugar.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Todos herdeiros legítimos fazem jus à partilha igualitária de cota testamentária que retorna ao monte por ausência do direito de acrescer – STJ

Nas hipóteses de testamento que fixa cotas determinadas para divisão da herança, e em caso …