Bolsonaro amplia vantagem no Datafolha e empata com Haddad em segundo turno – Congresso em Foco

Pesquisa Datafolha sobre a corrida presidencial divulgada nesta terça-feira (2) mostra que o candidato Jair Bolsonaro (PSL) cresceu quatro pontos percentuais e ultrapassou, pela primeira vez nos levantamentos do instituto, os 30%. Ele tem 32% e é seguido por Fernando Haddad (PT), que continua em segundo lugar, mas oscilou 1% em relação à pesquisa anterior (Bolsonaro 28% e Haddad 22%).

Ciro Gomes (PDT), que disputa eleitores de esquerda com Haddad, mantém-se com os 11% do levantamento anterior e empata, dentro da margem de erro, com Geraldo Alckmin (PSDB) tendo oscilado de 10% para 9%. Marina Silva (Rede), que chegou a ter cerca de 20% das intenções de voto no começo dos levantamentos (inclusivo no Ibope), caiu para 4%.

O Instituto Datafolha entrevistou, apenas nesta terça-feira (2), 3.240 eleitores em 225 municípios brasileiros. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o código BR-03147/2018.

Veja os principais números:

Jair Bolsonaro (PSL): 32%

Fernando Haddad (PT): 21%

Ciro Gomes (PDT): 11%

Geraldo Alckmin (PSDB): 9%

Marina Silva (Rede): 4%

João Amoêdo (Novo): 3%

Henrique Meirelles (MDB): 2%

Alvaro Dias (Podemos): 2%

Cabo Daciolo (Patriota): 2%

Guilherme Boulos (PSOL): 0%

João Goulart Filho (PPL): 0%

Eymael (DC): 0%

Vera Lúcia (PSTU): 0%

Branco/nulos: 8%

Não sabe/não respondeu: 5%

Nas simulações de segundo turno, Bolsonaro também conseguiu elevar percentuais quando confrontado com seus principais adversários. Quando o cenário é Bolsonaro contra Haddad, o placar é de 44% do ex-capitão do Exército contra 42% do petista – que, no levantamento anterior, vencia Bolsonaro por 45% a 39%.

 

Datafolha: Haddad pontua 22% e se aproxima de Bolsonaro, líder com 28%

Continuar lendo em Congresso em Foco.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Equipe econômica teme atraso no envio de projeto da Previdência dos militares ao Congresso – Congresso em Foco

A equipe econômica do governo está temerosa de que o projeto de lei que trata …