Força Federal chegou a 513 localidades no primeiro turno das Eleições 2018 — Tribunal Superior Eleitoral

Para o primeiro turno das eleições deste ano, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) autorizou o envio de forças federais para 513 localidades, de 11 estados do país, são eles: Acre (11), Amazonas (27), Ceará (5), Maranhão (72), Mato Grosso do Sul (4), Mato Grosso (19), Pará (61), Piauí (134), Rio de Janeiro (69), Rio Grande do Norte (97) e Tocantins (14).

A atuação das forças federais nas eleições está prevista no inciso XIV do artigo 23 da Lei nº 4.737/1965 (Código Eleitoral), e visa garantir a normalidade do pleito, o livre exercício do voto e o bom andamento da apuração dos resultados.  

Os requerimentos são analisados pelo Plenário do TSE e também podem ser concedidos, em caráter de urgência, pelo presidente da Corte em decisão que deve ser levada posteriormente à apreciação do Plenário do Tribunal.

Os pedidos aprovados pelo TSE são encaminhados ao Ministério da Defesa, órgão responsável pelo planejamento e execução das ações empreendidas pelas Forças Armadas. Confira a tabela contendo o total de localidades que tiveram as requisições de Força Federais aprovadas pelo TSE para o primeiro turno das Eleições 2018.

Apoio logístico

Também foram enviados militares para dar apoio logístico à Justiça Eleitoral, durante o primeiro turno, para 93 localidades situadas em regiões longínquas e isoladas do país. As localidades situam-se em seis estados: Acre (41), Amazonas (25), Amapá (5), Bahia (2), Mato Grosso do Sul (4) e Roraima (16). Em todos esses locais, os militares atuarão levando equipamentos (urnas e outros materiais), sempre com a presença de servidores e colaboradores da Justiça Eleitoral.

Confira a tabela com as localidades que contaram com o apoio logístico dos militares durante o primeiro turno das Eleições 2018.

 RC, IC/RR

Fonte Oficial: http://www.tse.jus.br/imprensa/noticias-tse/2018/Outubro/forca-federal-chegou-a-513-localidades-no-primeiro-turno-das-eleicoes-2018.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Manifestações da AMB, ANPR e Instituto Mais Cidadania encerram audiência pública no TSE — Tribunal Superior Eleitoral

O presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Jayme Martins de Oliveira Neto, defendeu a …