Representação contra Laerte Bessa por agressão é arquivada – Câmara Notícias

Alex Ferreira/Câmara dos Deputados

Bessa disse que teve discussão ríspida, mas não o agrediu fisicamente

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados arquivou nesta terça-feira (20) representação do PSB contra o deputado Laerte Bessa (PR-DF), acusado de agredir física e verbalmente o subsecretário de Articulação Federal da Casa Civil do Distrito Federal, Edvaldo Dias da Silva.

O episódio ocorreu em maio na comissão mista do Congresso Nacional sobre medida provisória que criou o Ministério da Segurança e tratava também da divisão de verbas do Fundo Constitucional do Distrito Federal entre segurança, saúde e educação.

O relator do parecer preliminar, deputado Hildo Rocha (MDB-MA), afirmou que os fatos que levaram à representação devem ser analisados em esfera penal e não pelo conselho. “Embora o suposto ato seja extremamente reprovável, tais fatos devem ser discutidos no Poder Judiciário”, disse.

Segundo Rocha, a própria representação ficou prejudicada, já que o fato não aconteceu nas dependências da Câmara e sim do Senado.

Bessa argumentou que Silva agiu como “instrumento” do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, contra ele. O deputado confirmou que teve uma “discussão ríspida” com o subsecretário, mas disse que não houve agressão alguma.

Fonte Oficial: Câmara dos Deputados.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Projeto determina notificação da Defensoria Pública sobre menor detido – Notícias

22/02/2019 – 16h14 Projeto determina notificação da Defensoria Pública sobre menor detido Arquivo/ Leonardo Prado …