Empresas com programas de ‘compliance’ podem receber selo anticorrupção

 

JOSÉ RENATO SIMÃO
DA REDAÇÃO

O PL (Projeto de Lei) 722/2017, de autoria do vereador Caio Miranda (PSB), cria o Selo Anticorrupção, a ser concedido pela Prefeitura Municipal de São Paulo às empresas que adotem os programas de integridade.

Pela proposta, o Executivo adotaria mecanismos específicos para o controle do “compliance”, jargão corporativo em inglês que significa estar em conformidade com as regras e leis que regulam determinada atividade, por parte de empresas e instituições, de modo a evitar desvios de finalidade e outras irregularidades.

A proposta de Lei recomenda adotar os mesmos critérios da Portaria 909/2015, da CGU (Controladoria Geral da União), que dispõe sobre os programas de integridade, ou “compliance”, da Lei Anticorrupção e do Decreto Federal 8420/15.

O Selo Anticorrupção terá validade de dois anos, conforme o texto do PL, com possibilidade de renovação a pedido da empresa interessada. A renovação ocorrerá se for atestada a qualidade do programa de integridade no decorrer do ano em que foi concedido.

Em tramitação na Câmara Municipal de São Paulo, o Projeto tem a coautoria da vereadora Janaína Lima (NOVO).

Acompanhe aqui outros Projetos em tramitação do vereador Caio Miranda (PSB). No link você também poderá obter os canais de comunicação do parlamentar e participar diretamente do mandato por meio de propostas, sugestões ou recebendo informativos através do formulário “Fale com o Vereador”.

 

Fonte Oficial: http://www.saopaulo.sp.leg.br/blog/empresas-com-programas-de-compliance-podem-receber-selo-anticorrupcao/.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Abertas inscrições do Prêmio Paulo Freire da Câmara

Atualizado em (03/05/2019 – 16h12) | Cidade, Geral, Notícias DANIEL …