Programa de Formação Para o Primeiro Emprego tem 300 vagas – Prefeitura de Curitiba/PR

Adolescentes de 14 a 17 anos interessados em se preparar para o mercado de trabalho ainda podem se inscrever no programa Formação Para o Primeiro Emprego, da Fundação de Ação Socia (FAS) Trabalho. As informações estão disponíveis no portal Aprendere, mesmo local onde deverão ser feitas as inscrições.

Restam pouco mais de 300 vagas, predominantemente para o período da manhã. A oportunidade é para moradores de Curitiba matriculados no Ensino Regular ou na Educação de Jovens e Adultos (EJA), com renda familiar de até três salários mínimos regionais (R$ 4.323,00) e que apresentem a documentação exigida no portal. Os candidatos que não conseguirem vaga terão seus nomes incluídos no cadastro de reserva, para serem chamados em caso de desistência.

“É um bom reforço dos conteúdos com os quais eles têm contato na escola, além de informações complementares para aumentar a segurança na hora da entrevista, aumentando as chances de empregabilidade dessa moçada”, resume o diretor de Qualificação para o Trabalho, Fabiano Ferreira Vilaruel.

Pela primeira vez a Prefeitura de Curitiba oferta uma capacitação desenhada exclusivamente para preparar os adolescentes para a entrada no mercado de trabalho. “Mais uma inovação, que é a marca desta gestão municipal. A ideia é proporcionar uma experiência única na vida dos participantes, para que eles cheguem ao final dessa jornada com um currículo diferenciado e com condições reais de conseguir um emprego”, completou o diretor.

Faixas etárias e turmas

Para o primeiro grupo, que será formado por alunos de 14 e 15 anos, serão ministradas 400 horas/aula a partir de 11 de fevereiro. Até o fim de 2019 serão três encontros semanais de quatro horas cada um. Depois disso, os interessados poderão integrar o programa de aprendizagem profissional do Serviço Nacional da Indústria (Senai), com duração de 18 meses.

Os adolescentes deste grupo terão aulas de língua portuguesa, matemática básica, introdução à informática e ao Mundo dos Negócios, empreendedorismo, trabalho voluntário, palestras, oficinas, orientação profissional e visitas monitoradas a empresas.

Já a programação para o segundo grupo, com adolescentes de 16 e 17 anos, é mais extensa e começa em 11 de março. Serão 600 horas/aula, distribuídas em dois encontros semanais de quatro horas cada um. Também com duas aulas semanais de duas horas por encontro, totalizando 18 meses de curso.

Fazem parte dos conteúdos leitura e comunicação, relações socioprofissionais, cidadania e ética, saúde e segurança do trabalho, planejamento e organização do trabalho, raciocínio lógico e análise de dados, gestão contábil e financeira e operações logísticas.

A chance pela educação

Estudante do 1º ano do Colégio Estadual Guaíra, no Rebouças, Karoline da Silva Ramos tem 16 anos e está “otimista e ansiosa” com a proximidade do início do Programa de Formação para o Primeiro Emprego. “Assim eu vou poder arrumar um emprego e crescer com ele, aprender cada vez mais”, afirma. “Também preciso ajudar nas despesas da casa, pois minha mãe é deficiente visual e a sua aposentadoria não paga todas as nossas contas”, explica a menina, que soube da oportunidade por meio do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Parolin.

Frequentadora há um ano do Cras Vila Verde, na CIC, a estudante Maria Cecília Ferreira dos Santos, também de 16 anos, está entusiasmada com as possibilidades decorrentes do programa de formação. “Poderei melhorar a minha vida e ajudar a minha família, por isso espero conseguir logo o meu primeiro emprego”, completa a adolescente, que vai começar o 2° ano do Ensino Médio no Colégio Estadual Marli Queiroz de Azevedo, também na CIC.

 

 

Fonte Oficial: http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/programa-de-formacao-para-o-primeiro-emprego-tem-300-vagas/48935.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Presidente da FCC destaca movimento da economia com a Oficina de Música – Prefeitura de Curitiba/PR

A presidente da Fundação Cultural de Curitiba (FCC), Ana Cristina de Castro, visitou nesta segunda-feira …