Renan deixa disputa pela Presidência do Senado — Senado Notícias

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) renunciou neste sábado (2) à candidatura a presidente do Senado, cargo que disputaria pela quinta vez. Quando fez o anúncio, chegou a receber aplausos de parte do Plenário.

— Quero dizer que Davi [Alcolumbre] não é Davi. É Golias, e ele é o novo presidente do Senado, pois eu retiro minha candidatura. Não vou me submeter a isso.

Renan, porém, foi vaiado ao justificar a decisão de sair da disputa. Indignado, ele criticou o que chamou de “processo não democrático” na segunda votação.

— Onde é que nós estamos? O PSDB anunciou agora que estava abrindo o voto para retirar, contra decisão do Supremo, qualquer possibilidade de termos os votos de José Serra e de Mara Gabrilli. O Flavio Bolsonaro, diferentemente do que fez na votação anterior, abriu o voto, abriu o voto!

Em entrevista aos jornalistas, Renan explicou que, na segunda votação, o que não podia era o PSDB, por pressão, abrir o voto. Isso porque a perspectiva do senador era de ter quatro votos entre os tucanos.

Após a desistência de Renan, cinco senadores continuam na disputa: Angelo Coronel (PSD-BA), Davi Alcolumbre (DEM-AP), Esperidião Amin (PP-SC), Fernando Collor (Pros-AL) e Reguffe (sem partido-DF).

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte Oficial: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2019/02/02/renan-deixa-disputa-pela-presidencia-do-senado.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

CAE aprova mandatos fixos para diretores do Banco Central — Senado Notícias

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE) aprovou mandatos fixos para a diretoria do …