Atenção aos Direitos Humanos enriquece formação escolar no Tatuquara – Prefeitura de Curitiba/PR

 

A Escola Municipal Dona Pompília, no Tatuquara, recebeu nesta segunda-feira (19/3) uma comitiva da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, que foi conhecer o trabalho da unidade sobre Educação em Direitos Humanos. Os visitantes foram recepcionados com uma apresentação musical inspirada na cultura afro-brasileira.

 

Duzentos e quarenta estudantes da Educação em Tempo Integral da escola participam de projetos sobre o tema, uma prática consolidada há mais de quatro anos e que envolve assuntos integrados a todas as áreas de desenvolvimento e formação.

A secretária nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Sandra Terena, parabenizou os estudantes e a equipe gestora. “Políticas de igualdade racial se dão primeiramente com a vontade e sensibilidade dos gestores públicos com a pauta”, afirmou.

Na prática

Além da preparação para a cidadania, as ações na escola têm como objetivo conscientizar os estudantes para viverem em uma cultura diversificada e em uma sociedade de direitos. “Os Direitos Humanos são pertencentes a todos, independente de etnia, raça, sexo, nacionalidade, idioma, orientação de gênero, sexual ou qualquer outra”, disse a professora Carla Trisotto, da Coordenadoria de Equidade, Família e Rede de Proteção.

O debate sobre os direitos fundamentais entre as pessoas é direcionado pela professora Ângela Maria de Castro, que aborda questões como identidade, etnias, religião, bullying, culturas e linguagens, diversidade e inclusão. “Falar sobre direitos humanos não é uma tarefa fácil. O assunto faz a pessoa questionar sobre os seus valores e muitos deles permeiam gerações”, destaca Ângela.

A professora conta que o primeiro contato com a turma sobre o respeito à diversidade é feito por meio de recursos literários e a apresentação da Declaração Universal dos Direitos Humanos. A partir disso, são feitos debates com os estudantes.

Atividades em grupo, aula de culinária, teatro, dança, música, produção de textos, olimpíada e desfile da beleza negra também são práticas realizadas para estimular as capacidades de cidadania, tolerância e respeito entre todos. “O que a gente aprende aqui repasso para a família e meus amigos. Acho que o respeito não tem cor e a gente tem que ter um novo olhar sobre nós e o próximo”, comenta o estudante Matheus Miguel de Oliveira, de 10 anos.

Presenças

O assessor de Políticas de Igualdade Racial da Prefeitura de Curitiba, Adegmar Silva, o Candieiro, também participou da visita, acompanhado do estilista senegalês Faye Ndiaga; e do coordenador-geral do Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir), Rodrigo José Henriques de Faria.

 

 

Fonte Oficial: http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/atencao-aos-direitos-humanos-enriquece-formacao-escolar-no-tatuquara/49637.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Ciclo Os Livros de Nossa Vida recebe Jane Tutikian e Lya Luft

Na segunda-feira, 22, ocorre mais uma edição do ciclo Os livros de Nossa Vida. No …