IAB apoia PL que prevê conta exclusiva para pagamento de obrigações trabalhistas – Migalhas

As empresas que exploram o trabalho temporário e as que disponibilizam mão-de-obra a terceiros devem ser obrigadas a abrir contas bancárias vinculadas exclusivamente aos contratos de prestação de serviços e depositar mensalmente os valores destinados ao cumprimento de suas obrigações trabalhistas.

Com esse entendimento, o IAB – Instituto dos Advogados Brasileiros aprovou, na sessão ordinária desta quarta-feira, 20, os pareceres dos relatores Paulo Cesar Rocha Cavalcanti Junior, da comissão de Direito do Trabalho, e Alexandre Brandão Martins Ferreira, da comissão de Direito Constitucional.

Ambos se posicionaram favoravelmente ao PL 7.218/17, de autoria do deputado Federal Nelson Pellegrino, que propõe a formação compulsória da provisão financeira para fins de pagamento de 13º salário, férias, abono, aviso-prévio e multa.

“É de conhecimento geral que, após o encerramento dos contratos, muitas vezes, os empregados são dispensados sem receber as verbas a que têm direito”, afirmou o advogado Paulo Cesar Rocha Cavalcanti Junior. Segundo ele, “raramente, a empresa contratada para a prestação de serviços cumpre com o programado, apropriando-se dos valores destinados ao pagamento das verbas rescisórias, além de não recolher os impostos e cotas previdenciárias aos cofres públicos”.

Para o relator, “o PL visa a aumentar os parâmetros de proteção, ao estabelecer o depósito compulsório para utilizá-lo como crédito trabalhista destinado a garantir os pagamentos de 13º salário, férias, abono, aviso-prévio e multa”.

Cavalcanti Junior, além de aprovar a iniciativa parlamentar, sugeriu que a legislação estabeleça que as contas bancárias exclusivas para o cumprimento das obrigações trabalhistas sejam abertas na Caixa Econômica Federal. “A CEF tem o compromisso histórico, desde que foi criada no século 19, no governo imperial, de atender aos trabalhadores brasileiros.”

Em seu parecer, também favorável à proposta, o relator, Alexandre Brandão Martins Ferreira, comentou os princípios contidos no projeto de lei. “O PL vai ao encontro de objetivos fundamentais da República, como a construção de uma sociedade livre, justa, solidária e com respeito irrestrito à dignidade da pessoa, pilar central do ordenamento jurídico nacional.”

Segundo o advogado, “a valorização social do trabalho resulta, dentre outros direitos, no pagamento aos empregados, sem o qual inexiste subsistência digna”.

____________



Fonte Oficial: https://www.migalhas.com.br/Quentes/17,MI298731,51045-IAB+apoia+PL+que+preve+conta+exclusiva+para+pagamento+de+obrigacoes.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Cia aérea pagará dano moral por cancelar passagem da volta por não comparecimento em voo de ida – Migalhas

Uma consumidora será indenizada por companhia aérea que cancelou o trecho de passagem da …