STF manda apagar reportagem que citava Toffoli, diz revista – Congresso em Foco

A revista digital Crusoé afirmou ter sido intimada na manhã desta segunda-feira (15) pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), a tirar do ar uma reportagem que afirmava que o presidente da Corte, Dias Toffoli, havia sido citado pelo empreiteiro Marcelo Odebrecht no âmbito da Operação Lava Jato.

Segundo a Crusoé, Moraes determinou a suspensão imediata da matéria, que foi ao ar na última sexta, e mandou a Polícia Federal (PF) acionar os responsáveis pelo material a prestar esclarecimentos no prazo de 72 horas, diz a revista. O Congresso em Foco procurou o STF, mas o tribunal informou que não vai se manifestar.

A reportagem alvo da ação do STF foi publicada, segundo a Crusoé, com base em autos da Lava Jato. A PF pediu esclarecimento a Marcelo Odebrecht para apontar quem seria “um amigo do amigo de meu pai”, citado em um e-mail. Odebrecht respondeu que seria Toffoli, afirma a revista.

>> Ministros do STF são alvos de 12 pedidos de impeachment; senadores tentam desengavetá-los

As investigações da Lava Jato apontam que Odebrecht, em comunicações internas da empresa, costumava se referir ao ex-presidente Lula como “amigo de meu pai”. O pai de Marcelo é Emílio Odebrecht, que também fez delação premiada.

>> Ministros do STF são alvos de 12 pedidos de impeachment; senadores tentam desengavetá-los


Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!

Continuar lendo em Congresso em Foco.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Cia aérea pagará dano moral por cancelar passagem da volta por não comparecimento em voo de ida – Migalhas

Uma consumidora será indenizada por companhia aérea que cancelou o trecho de passagem da …