De canal web à microbiorefinaria: conheça os coworkers do Cine Passeio – Prefeitura de Curitiba/PR

Formado pelo publicitário Bernardo Rocha, pelo produtor cultural Jonas Prates, pela roteirista Jessíca Candal e pelo designer gráfico Lucas Pereira Nery, o Transpira Colab nasceu, em 2018, da busca dos quatro profissionais por desenvolver projetos de economia criativa nas áreas de audiovisual, design e produção cultural. O coletivo curitibano entra agora em nova fase ao se instalar no Worktiba Cine Passeio, segundo coworking público da cidade (o primeiro foi o Worktiba Barigui) e do país.

Localizado no subsolo do Cine Passeio, na esquina das ruas Riachuelo e Carlos Cavalcanti, o novo Worktiba oferece gratuitamente, durante dez meses, uma completa infraestrutura para o desenvolvimento dos negócios, com internet, computadores, biblioteca, mesas de reunião e de trabalho, projetores e espaço para palestras e workshop.

O novo espaço colaborativo foi inaugurado pela Prefeitura, em março, e já recebeu os 30 coworkings selecionados. “Para o Transpira Colab, ingressar no Worktiba é muito importante, pois poderemos fazer conexões, desenvolver e aprimorar nossos projetos em desenvolvimento”, avalia Bernardo, que também é diretor cinematográfico.

Ele conta que, atualmente, o coletivo está finalizando um livro e um documentário sobre o bairro São Francisco; e já capitalizou recursos para o projeto multimídia Cine Rua: Narrativas em Petit Pavê (livro, flipbook, peças audiovisuais e canal web), sobre os cinemas de rua de Curitiba. “Também vamos iniciar, no Worktiba, o  projeto CWBird, que trará  novas perspectivas poéticas do cenário urbano de Curitiba através da captação de imagens por drones”, revelou.

Um dos diferenciais do Wortiba Cine Passeio é, realmente, dar apoio a projetos relacionados a produções culturais. “Das vagas do local, 40% são destinadas a empreendedores da economia criativa da cidade”, destaca Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba, órgão ligado ao município e responsável pela administração do coworking público do Centro. Ela lembra ainda que diversidade é fundamental no funcionamento e desenvolvimento dos empreendedores.

Microposto

Um exemplo de solução inteligente para a cidade, que deve ganhar escala no Worktiba Cine Passeio, é o microposto para biometano que está sendo produzido pela Bley Energias, startup da capital que também acaba de se instalar no local. “Na prática, o equipamento é uma microbiorefinaria, que recebe biogás bruto, obtido da decomposição de matéria orgânica (incluindo alimentos e restos sanitários), separa os componentes não combustíveis e produz o biometano”, explica Giovanna de Ferreira Bandeira, assessora técnica da empresa criada pelo curitibano Cícero Bley Jr.

 


 

Empreendedores instalados no Worktiba Cine Passeio

1 – Coletivo Nós em Traço  – disseminação da arte entre crianças e capacitação de educadores.

2 – Alex Junior Figueiredo Torres – automação residencial e industrial.

3 – Associação Aurora pela Defesa de Direitos Humanos  – promoção de uma cultura de direitos humanos entre jovens.

4 – Belloni Culinária Gentil – projeto culinário colaborativo de alimentação saudável.

5 – Bloco Base – escritório de engenharia especializado em edificações sustentáveis.

6 – Lean Health – startup especializada em Engenharia de Produção com foco em aumento da qualidade e redução de custos.

7 – Bus’Station – startup oferece soluções tecnológicas de Publicidade Sensorial Georrefenciada – mídia embarcada.

8 – Carlos Cesar de Oliveira – criação de anúncios para microempreendedores individuais.

9 – Fábrica de Sonhos  – empresa oferece capacitação técnica em audiovisual para jovens e adultos de baixa renda, com base em 14 oficinas.

10 – Bley Energias  – fabrica um microposto de biometano para veículos.

11 – Colletive Provedor  – portal de conteúdos sobre coletivos ligados à economia criativa com um marktplace.

12 – Incubadora de Projetos Culturais – vai oferecer atividades de consultoria para projetos de séries, curtas, médias e longas-metragens.

13 – ForeVR  – empresa especializada em foto e filmagem 360° e realidade virtual.

14 – Nailtime  – plataforma on-line que conecta manicures e clientes, que são atendidos em casa.

15 – Giuliana de Lello Germano – estilista.

16 – Hubcycle – gestão de lixo eletrônico por meio de um aplicativo.

17 – Ilane Teixeira da Costa – produtos veganos.

18 – Transpira Colab  – coletivo que desenvolve projetos nas áreas de audiovisual, design e produção cultural.

19 – Projeto Sou – catálogo virtual interativo de artistas.

20 – NeuroBanco – banco comunitário.

21 – O Quadro Produções – promove o Metrô – Festival do Cinema Universitário Brasileiro.

22 – Olinto Alves Simões – consultoria e mentoria para jovens que disputam cargos.

23 – Riselaine Ricci Bernal – designer gráfico.

24 – Pacta – aplicativo quer conectar locador e locatário.

25 – Rodrigo Mello Fagundes – consultoria e criação de rede de espaços.

26 – Roger Giuseppe Belinschi Mercuri  – roteirista, produtor e editor de série documental sobre Curitiba e Região Metropolitana.

27 – mCmE – marca de camisetas com estampas de causas.

28 – Compostar Curitiba – projeto busca conscientizar sobre o destino correto de resíduos orgânicos.

29 – Start Home – plataforma de autoatendimento para aquisição de imóveis do programa Minha Casa Minha Vida.

30 – Recrie sua cidade – plataforma de conexão de pessoas para a construção de uma cidade mais humana, por meio de intervenções urbanas.

 

 

Fonte Oficial: http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/de-canal-web-a-microbiorefinaria-conheca-os-coworkers-do-cine-passeio/50039.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Telefonia, bancos, luz e água lideram lista das 10 mais reclamadas no Procon-JP no primeiro semestre

As empresas campeãs de reclamação no SAC da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do …