Sedurb intensifica fiscalização contra comércio irregular de frutas e verduras na Capital

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) realizou nesta terça-feira (14) uma ação de combate ao comércio irregular de frutas e verduras na Capital. O trabalho foi coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), em parceria com a Vigilância Sanitária e a Guarda Civil Municipal (GCM). A ação foi direcionada para a comercialização irregular e de condições insalubres de frutas e verduras nos semáforos das principais vias da cidade. Durante o trabalho, foram apreendidas cerca de três toneladas de alimentos que estavam em estado vulnerável de conservação.

A ação aconteceu nos semáforos das Avenidas Maximiniano de Figueiredo, Epitácio Pessoa, Pedro II, Beira Rio, Flávio Ribeiro Coutinho (Retão de Manaíra), além de outros trechos do Bessa e do Brisamar. O trabalho de fiscalização será contínuo. A Sedurb tem alertado sobre a proibição desse tipo de comércio nas ruas de João Pessoa. Durante as vistorias, a Secretaria identificou que, além de irregular, a atividade tem incentivado as más condições de trabalho e apresenta riscos à população.

“Identificamos precárias condições de trabalho, além disso, é importante ressaltar que essas pessoas não são vendedores ambulantes. São pessoas contratadas em situação precária, sem equipamentos de higiene ou segurança, e que são terceirizadas para comercializar de maneira irregular nas principais vias da cidade”, explicou Zennedy Bezerra, secretário de Desenvolvimento Urbano de João Pessoa.

De acordo com a Vigilância Sanitária, que deu o apoio necessário à ação, os alimentos que estavam sendo comercializados nesses pontos apresentavam sérios riscos à saúde da população. “Além de se tratar de um comércio clandestino, presenciamos as péssimas condições às quais os alimentos estavam expostos. Os produtos, que costumam ser vendidos em bandejas e que são plastificados, são embalados em calçadas, ficando vulneráveis à todo tipo de bichos, insetos, poeira, além das intempéries da natureza, como exposição ao calor do sol e à água da chuva. Nós compreendemos que o consumidor, além de estar sendo lesado com esse tipo de comércio, também está sujeito a consumir alimentos com riscos à saúde”, explicou Eliane Navarro, gerente da Vigilância Sanitária de João Pessoa.

Reaproveitamento – Os alimentos apreendidos foram encaminhados para o banco alimentar da Diretoria de Economia Solidária e Segurança Alimentar e Nutricional da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). Os produtos vão passar por uma triagem e, os que podem ser aproveitados, serão destinados às famílias cadastradas na Sedes e a entidades como hospitais, casas de acolhida e cozinhas comunitárias. Já os que não estão em condições nutricionais adequadas, serão direcionados para a Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur).

“Nós temos um corpo técnico composto por nutricionistas e o nosso foco é a sustentabilidade. Quando recebemos alimentos dessa natureza, evitamos o descarte incorreto dessas frutas e verduras e analisamos do ponto de vista técnico aquilo que pode ser reaproveitado. Tudo que não é próprio para consumo, encaminhamos para a Emlur que, por sua vez, produz ração animal com esses compostos orgânicos”, explicou Mariângela Pinto, coordenadora da Diretoria de Economia Solidária e Segurança Alimentar e Nutricional da Sedes.

Regularização – A Sedurb tem orientado os comerciantes a procurar a Secretaria para regularizar sua situação. É importante destacar que o comércio de frutas e verduras é permitido em locais adequados, ou seja, nas feiras e mercados públicos. É importante que os comerciantes que desenvolvem esse tipo de atividade procurem a Sedurb para realizar o cadastro necessário e para que a Secretaria oriente onde esses produtos podem ser comercializados em conformidade com a legislação do município.

A partir da próxima segunda-feira (20), o atendimento à população por parte da Sedurb será realizado na Central de Comercialização da Agricultura Familiar (Cecaf), no José Américo. A Cecaf está localizada na Avenida Hilton Souto Maior, 1112, vizinho ao Natu – TRE.

Fonte: http://www.joaopessoa.pb.gov.br/sedurb-intensifica-fiscalizacao-contra-comercio-irregular-de-frutas-e-verduras-na-capital/.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Volvo celebra 40 anos de chegada à CIC e parceria com a cidade – Prefeitura de Curitiba/PR

O prefeito Rafael Greca participou nesta terça-feira (14/5) do evento que marca os 40 anos …