Relator define novas regras para apresentação de emendas à LDO de 2020 – Notícias

O relator do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020 (PLN 5/19), deputado Cacá Leão (PP-BA), divulgou nesta terça-feira (11) uma nova versão de seu relatório preliminar, com regras para apresentação de emendas. A Comissão Mista de Orçamento (CMO) espera votar ainda neste mês o parecer final da proposta.

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Cacá Leão: é preciso haver compatibilidade entre o novo anexo de metas da LDO e o futuro plano plurianual

Conforme o texto apresentado hoje, as emendas poderão ser apresentadas por deputados e senadores (até três por parlamentar); por comissões da Câmara, do Senado ou mistas (até duas emendas); e por bancadas estaduais (até três). Elas devem se dirigir ao texto do PLN 5/19, que tem caráter normativo, e ao Anexo de Metas e Prioridades – neste caso, relacionando-se apenas a ações que constaram dos Orçamentos de 2018 e 2019.

Conforme o parecer, a aprovação de emenda que venha a incluir programação no Anexo de Prioridades e Metas não afastará a necessidade de inclusão de dotações no Projeto de Lei Orçamentária (LOA) de 2020 e de eventual previsão na proposta do Plano Plurianual (PPA) 2020-2023. Ambos devem ser enviados pelo Executivo ao Congresso Nacional até 31 de agosto.

“Embora só daqui a alguns meses tenhamos em mãos o projeto do PPA, o qual deverá cumprir papel orientador do planejamento governamental para o próximo quadriênio, a LDO não pode ter subtraído seu papel constitucional de estabelecer metas e prioridades”, disse Cacá Leão.

“Naturalmente, deverá haver compatibilidade entre o novo anexo da LDO e o futuro PPA, tarefa que se tornará mais fácil com a indicação de prioridades circunscritas a ações que já constaram dos [dois] Orçamentos anteriores”, justificou o relator.

A CMO pretende encaminhar o PLN 5/19 ao Congresso na primeira semana de julho. A partir daí, o texto poderá ser apreciado a qualquer momento no Plenário do Congresso (sessão conjunta da Câmara e do Senado), última etapa da tramitação do projeto da LDO de 2020.

Fonte Oficial: Câmara dos Deputados.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Especialistas cobram políticas públicas para pessoas com Síndrome do X frágil — Senado Notícias

A Síndrome X Frágil tem origem genética e hereditária e pode levar a dificuldades de …