Idosos fazem serestas nas tardes de quarta-feira – Prefeitura de Curitiba/PR

Quem canta os males espanta, vive mais e melhor. Quem garante é o grupo de seresteiros do Centro de Atividade para Idoso (Cati) do Boqueirão.

A proposta foi criada no equipamento da Prefeitura para que senhoras e senhores acima dos 60 anos se reúnam nas tardes de quarta-feira para cantar e a vida ficar melhor. Simples assim.

Cantam modinhas de décadas passadas, trilhas sonoras do cinema, música popular brasileira. Até música infantil está no repertório. A cantoria tem o acompanhamento do violão, tocado por um instrutor, e de instrumentos musicais que os próprios participantes levam. Tem viola, pandeiro, triângulo.

Tem música nostálgica, romântica, baladinha, de todos os ritmos. As que mais agradam são aquelas com ritmos alegres. Assim, a tarde de canto e seresta é o dia de atividade favorito dos frequentadores do Cati. 

“Como me faz bem! A música me ajuda em tudo, a esquecer os problemas, a envelhecer bem”, conta a telefonista aposentada Maria Ramos Eisfeld, 87 anos. 

“Queria que outros amigos meus pudessem ter isso que tenho aqui. Até hoje não tomo quase nada de remédio e aqui contribui muito para isso”, completa Maria, que conheceu o Cati a convite de uma amiga. 

De Padre Zezinho a Gato na Tuba

Ela conta que o hábito de cantar se espalhou pela rotina do seu dia a dia. Em casa, gosta das músicas do padre Zezinho. No grupo, quando chega a hora de escolher a sua favorita, é Esperando na Janela, do Gilberto Gil.

A alegria também é a motivação que leva a aposentada Catarina Sinhore Batistella, 90 anos. Ela vai do Rebouças ao Boqueirão de ônibus acompanhada da irmã Selma, 72, para as serestas.

Ela descobriu o Cati há 21 anos, logo depois de sua inauguração, e já participou de diversas atividades oferecidas. “Mas cantar é a que mais gosto”, avisa ela. “Tem dias que o instrutor pede para a gente cantar sozinho. A primeira que cantei foi Trem das Onze. E gosto de cantar Gato na Tuba. Me deixa feliz”, conta. 

Envelhecimento saudável

A coordenadora do Centros de Referência da Assistência Social Boqueirão (Cras) Boqueirão, Vera Jane Pastre, explica que essa a proposta foi criada justamente com o intuito de cumprir a função dos Catis municipais: contribuir para um processo de envelhecimento saudável, colaborando para a autonomia e protagonismo social.

“A população idosa de Curitiba está e é muito importante que haja lugares em que os mais velhos possam se sentir felizes e úteis”, fala.

Atualmente, o Cati Boqueirão tem 78 inscritos e atende de segunda a sexta-feira. A maioria dos inscritos são mulheres. Muitos dos que procuram o serviço moram sozinhos.

Outras atividades

Além do grupo de canto e seresta, o Cati oferece aulas de dança de salão e de yoga. Uma vez por mês, reúne os usuários para participarem de ação sócio-educativa com uma assistente social, em que é proposta rodas de conversas com temas pertinentes à terceira idade.

Como o Cati fica dentro do Terminal Boqueirão, a maioria dos usuários se sente seguro em ir sozinho, sem ter de atravessar ruas e sem o custo da passagem – benefício assegurado por lei aos para idosos. Interessados em participar das atividades devem ter acima de 60 anos e procurar o Cras mais próximo de CASA para avaliação.

Fonte Oficial: https://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/idosos-fazem-serestas-nas-tardes-de-quarta-feira/51403.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Rua da Cidadania do Cajuru retoma o Encontro dos Artistas – Prefeitura de Curitiba/PR

    Recomeça nesta quinta-feira (25/10), às 19h, no auditório da Rua da Cidadania do …