Idosos fazem serestas nas tardes de quarta-feira – Prefeitura de Curitiba/PR

Quem canta os males espanta, vive mais e melhor. Quem garante é o grupo de seresteiros do Centro de Atividade para Idoso (Cati) do Boqueirão.

A proposta foi criada no equipamento da Prefeitura para que senhoras e senhores acima dos 60 anos se reúnam nas tardes de quarta-feira para cantar e a vida ficar melhor. Simples assim.

Cantam modinhas de décadas passadas, trilhas sonoras do cinema, música popular brasileira. Até música infantil está no repertório. A cantoria tem o acompanhamento do violão, tocado por um instrutor, e de instrumentos musicais que os próprios participantes levam. Tem viola, pandeiro, triângulo.

Tem música nostálgica, romântica, baladinha, de todos os ritmos. As que mais agradam são aquelas com ritmos alegres. Assim, a tarde de canto e seresta é o dia de atividade favorito dos frequentadores do Cati. 

“Como me faz bem! A música me ajuda em tudo, a esquecer os problemas, a envelhecer bem”, conta a telefonista aposentada Maria Ramos Eisfeld, 87 anos. 

“Queria que outros amigos meus pudessem ter isso que tenho aqui. Até hoje não tomo quase nada de remédio e aqui contribui muito para isso”, completa Maria, que conheceu o Cati a convite de uma amiga. 

De Padre Zezinho a Gato na Tuba

Ela conta que o hábito de cantar se espalhou pela rotina do seu dia a dia. Em casa, gosta das músicas do padre Zezinho. No grupo, quando chega a hora de escolher a sua favorita, é Esperando na Janela, do Gilberto Gil.

A alegria também é a motivação que leva a aposentada Catarina Sinhore Batistella, 90 anos. Ela vai do Rebouças ao Boqueirão de ônibus acompanhada da irmã Selma, 72, para as serestas.

Ela descobriu o Cati há 21 anos, logo depois de sua inauguração, e já participou de diversas atividades oferecidas. “Mas cantar é a que mais gosto”, avisa ela. “Tem dias que o instrutor pede para a gente cantar sozinho. A primeira que cantei foi Trem das Onze. E gosto de cantar Gato na Tuba. Me deixa feliz”, conta. 

Envelhecimento saudável

A coordenadora do Centros de Referência da Assistência Social Boqueirão (Cras) Boqueirão, Vera Jane Pastre, explica que essa a proposta foi criada justamente com o intuito de cumprir a função dos Catis municipais: contribuir para um processo de envelhecimento saudável, colaborando para a autonomia e protagonismo social.

“A população idosa de Curitiba está e é muito importante que haja lugares em que os mais velhos possam se sentir felizes e úteis”, fala.

Atualmente, o Cati Boqueirão tem 78 inscritos e atende de segunda a sexta-feira. A maioria dos inscritos são mulheres. Muitos dos que procuram o serviço moram sozinhos.

Outras atividades

Além do grupo de canto e seresta, o Cati oferece aulas de dança de salão e de yoga. Uma vez por mês, reúne os usuários para participarem de ação sócio-educativa com uma assistente social, em que é proposta rodas de conversas com temas pertinentes à terceira idade.

Como o Cati fica dentro do Terminal Boqueirão, a maioria dos usuários se sente seguro em ir sozinho, sem ter de atravessar ruas e sem o custo da passagem – benefício assegurado por lei aos para idosos. Interessados em participar das atividades devem ter acima de 60 anos e procurar o Cras mais próximo de CASA para avaliação.

Fonte Oficial: https://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/idosos-fazem-serestas-nas-tardes-de-quarta-feira/51403.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Festival de Música tem o maior número de inscritos em 14 edições

As inscrições para o Festival de Música de Porto Alegre se encerraram com 359 candidatos. …