Deputados mantêm pedágio de 100% e agora analisam idade de aposentadoria para professores – Notícias

Deputados mantêm pedágio de 100% e agora analisam idade de aposentadoria para professores

O Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou destaque apresentado pelo PDT para tentar eliminar o pedágio proposto em uma das regras de transição na reforma da Previdência (PEC 6/19). Foram 387 votos favoráveis à manutenção do texto como está na proposta, ante 103 contrários.

Para quem já está trabalhando, o relator da reforma na comissão especial da Câmara, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), sugeriu pedágio de 100% do que faltar na data da promulgação da futura emenda constitucional para atingir 35 anos de contribuição se homem e 30 anos se mulher. A idade mínima exigida é de 60 anos para os homens e 57 anos para as mulheres.

Neste momento, está em análise destaque do PDT relacionado aos professores da educação básica. Nessa regra de transição proposta por Moreira, o texto reduz em cinco anos a idade mínima (para 55 anos os homens; e 52, as mulheres) e do tempo de contribuição (para 30 e 25 anos, respectivamente) exigidos para a aposentadoria dos professores. Para os da rede federal, será preciso ainda pelo menos 20 anos de serviço público e 5 no cargo.

> Entenda a tramitação da reforma da Previdência

Mais informações em instantes

Fonte Oficial: Câmara dos Deputados.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Liberação de FGTS pode dar impulso ao consumo e garantir crescimento em 2019, avalia IFI — Senado Notícias

A liberação de parte dos saldos do FGTS e do PIS-Pasep prevista na Medida Provisória …