Para Bolsonaro, críticas indicam que o filho é o nome adequado para embaixada – Notícias

Najara Araújo/Câmara dos Deputados

Bolsonaro discursa em sessão de homenagem ao Comando de Operações Especiais do Exército, na Câmara dos Deputados

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira (15), na Câmara dos Deputados, que as críticas feitas à possível indicação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a embaixada do Brasil em Washington é um sinal de que ele é o nome adequado.

“Por vezes, temos que tomar decisões que não agradam a todos, como a possibilidade de indicar para a embaixada do Estados Unidos um filho meu, tão criticada pela mídia”, disse. “Se está sendo criticado é sinal que é a pessoa adequada”, completou.

Bolsonaro participou da sessão solene realizada pela Câmara para homenagear o Comando de Operações Especiais do Exército. A sessão foi requerida pelo líder do governo, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), e pelo líder do PSL, Delegado Waldir (GO).

Na última quinta, o presidente anunciou a intenção de indicar o filho ao posto diplomático. Eduardo Bolsonaro é o atual presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional e já recebeu o apoio do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. O deputado, que também participou da sessão solene, disse na semana passada que está pronto para assumir a missão, se seu nome for confirmado.

Durante a sessão, que foi acompanhada por diversos ministros, Bolsonaro destacou a presença do advogado-geral da União (AGU), André Luiz Mendonça, a quem chamou de “um ministro terrivelmente evangélico”. Na semana passada, o presidente disse que vai nomear para o Supremo Tribunal Federal (STF) um ministro “terrivelmente evangélico”.

Homenagem
A sessão solene realizada pela Câmara foi acompanhada por diversos parlamentares. Conhecido pela sigla COpEsp, o Comando de Operações Especiais do Exército é o equivalente brasileiro das forças especiais militares existentes em outros países. Com sede em Goiânia e subordinado ao Comando Militar do Planalto (CMP), o COpEsp atua com tropas especialmente treinadas e equipadas com armas modernas. Recentemente, eles atuaram na missão das Nações Unidas (ONU) no Haiti, que foi comandada pelo Brasil, e em operações em morros do Rio de Janeiro.

Em mensagem lida pelo deputado Vitor Hugo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, destacou a importância do COpEsp. Segundo Maia, os militares que atuam nessa unidade são conhecidos por atuar em situações complexas, que exigem a intensa mobilidade e versatilidade. “O Brasil deve orgulhar-se do comando que possui. São militares treinados em cursos complexos e exigentes e saem preparados para defender o País quando e onde for necessário”, disse.

O deputado Vitor Hugo, que comandou o Destacamento Contraterrorismo do COpEsp quando era militar, disse que o comando é um “recurso nobre para o Exército”. “Esses combatentes, oriundos de todas as armas, formam o conjunto de homens prontos para cumprir qualquer missão que lhes for atribuída”, disse.

Fonte Oficial: Câmara dos Deputados.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Sessão celebra 400 anos da Câmara Municipal de São Luís — Senado Notícias

A preocupação com a modernização, maior aproximação com a população e o olhar para o …