Projeto exige intérprete de Libras em locais de grande fluxo de pessoas – Notícias

Michel Jesus/Câmara dos Deputados

Bia Cavassa: a medida vai ampliar a inclusão social dos surdos

O Projeto de Lei 2759/19 torna obrigatória a disponibilização de tradutores e intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (Libras) em locais de grande fluxo de pessoas, como órgãos públicos, concessionárias de água e luz, agências bancárias, rodoviárias e até grandes eventos. O texto tramita na Câmara dos Deputados.

De autoria da deputada Bia Cavassa (PSDB-MS), a proposta altera a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Lei 13.146/15). O objetivo, segundo ela, é ampliar a inclusão social dos surdos.

“O projeto visa beneficiá-los quando necessitarem usar locais com grande fluxo de pessoas, assegurando inclusive a eles o direito a trabalhar nesses locais, pois, na maioria das vezes, se veem marginalizados pela dificuldade em interagir no ambiente de trabalho”, diz a deputada.

Tramitação
O projeto será analisado em caráter conclusivo pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte Oficial: Câmara dos Deputados.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Sessão celebra 400 anos da Câmara Municipal de São Luís — Senado Notícias

A preocupação com a modernização, maior aproximação com a população e o olhar para o …