Ministro do Turismo tira licença de dez dias – Congresso em Foco

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, vai ficar afastado de suas funções até o dia 29 de julho. A decisão foi informada em nota nesta sexta-feira (19) pela pasta.

Marcelo Álvaro é apontado como um dos envolvidos em esquema de candidatura laranja do PSL de Minas Gerais. Ele presidiu a sigla no estado durante as eleições de 2018.

No dia 1 de julho, a Polícia Federal indiciou assessores do ministro e as candidatas suspeitas de terem sido usadas como laranjas pelo PSL. O inquérito foi enviado ao Ministério Público.

>PF indicia assessores do ministro do Turismo

Leia a nota elaborado pelo Ministério do Turismo:

“O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, vai tirar licença por tempo determinado e sem vencimentos para tratar de assuntos particulares até 26 de julho, conforme previsto na Lei n. 8.112/1990. No próximo dia 29, Marcelo Álvaro Antônio retorno ao posto”.

> Deputada que acusa ministro de ameaçá-la relata ataques virtuais e isolamento dentro do PSL
> Ministro do Turismo nega suspeitas de laranjas no PSL em audiência no Senado

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!

Continuar lendo em Congresso em Foco.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Aprovada punição para uso de algemas em preso quando não houver resistência – AASP

O Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou o destaque do Podemos ao projeto sobre crimes …