Ministro e astronauta Marcos Pontes fala que ida à Lua foi inspiração — Governo do Brasil

Neste sábado, 20 de julho, se comemora os cinquenta anos da primeira vez que o homem pisou na Lua. O feito de Neil Armstrong a bordo da nave Apolo 11 foi fundamental para que o atual ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, decidisse se tornar um astronauta.

“Meu irmão me conta que estávamos na casa de um vizinho assistindo. Eu não tinha televisão. Fiquei duvidando que era verdade. Mas meu irmão conta que falei: se chegou na Lua, vou ser um dia astronauta”, contou o ministro que, em 2006, se tornou o primeiro brasileiro e sul-americano a ir ao espaço.

Para o astronauta, a chegada à Lua, há cinquenta anos, se deve menos à tecnologia e mais ao esforço. “Confiar, acreditar e ter determinação em torno de um sonho faz a diferença”, disse quem passou pela experiência. “Meu pai era ajudante de faxineiro. Só consegui chegar lá por estudar e porque eu queria muito fazer aquilo”, contou.

Para o ministro, o feito e sua história pessoal não incentivam apenas futuros cientistas, mas podem ser um exemplo para todo o país. “Quando um ser humano e uma nação se dedicam, conseguem. Serve como exemplo para o país. Apesar da dificuldade, ter atitude, orgulho de ser brasileiro para sair da situação e ser um dos países mais desenvolvidos do planeta”.

 

Internet banda larga

O ministro falou que aproximadamente dois milhões de estudantes passaram a ter acesso à internet banda larga nestes primeiros seis meses de governo. São crianças e adolescentes que moram em áreas isoladas onde não chega internet de outra forma, como propriedades rurais. “Conseguimos instalar mais de sete mil pontos de satélites”, disse o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, ao fazer um balanço da pasta. 

O programa Inovação Educação Conectada é uma parceria com o Ministério da Educação. O objetivo é conectar 6,5 mil escolas rurais por meio de satélite em banda larga. Até o final deste ano, serão investidos R$ 120 milhões. A ideia é conectar as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, “uma tarefa grande que será feita ao longo dos anos”, comenta o ministro.

Marcos Pontes adianta que os próximos objetivos são uma parceria na área de saúde para conectar postos, hospitais e unidades de atendimento, além de postos de trabalho do Ministério da Cidadania. 

Internet 5G

O Brasil caminha para a instalação da internet 5G, a quinta geração de redes móveis de telecomunicações. O primeiro leilão brasileiro da tecnologia está marcado para março de 2020. No total, são quatro frequências em torno das quais gira o 5G. “Essas frequências já estão praticamente limpas para o leilão”, adianta o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes. A partir daí, o Brasil começa a investir no desenvolvimento da infraestrutura. “Temos conversado com algumas prefeituras para a instalação de antenas para que o Brasil vá junto com os países de ponta na instalação do 5G”, ressalta Marcos Pontes. 

No início do mês, o ministério lançou consulta pública sobre redes 5G. O objetivo é colher sugestões em todos os segmentos da sociedade para a elaboração da Estratégia Brasileira para Redes de Quinta Geração. Serão aceitas contribuições até o dia 31 deste mês.

Fonte Oficial: http://feedproxy.google.com/~r/Rss-CidadaniaEJustia/~3/1MrTCAu7Kwc/ministro-e-astronauta-marcos-pontes-fala-que-ida-a-lua-foi-inspiracao.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Provimento da Corregedoria define prazo para comunicação de óbitos ao INSS pelos cartórios – AASP

A Corregedoria Geral de Justiça do Rio Grande do Norte editou provimento que modifica o …