Mostra de Cinema Negro Brasileiro leva diversidade às telas de Curitiba – Prefeitura de Curitiba/PR

Os cinemas da Fundação Cultural de Curitiba recebem até quarta-feira (7/8) a II Mostra de Cinema Negro Brasileiro. Com entrada franca, o Cine Passeio e a Cinemateca vão exibir 50 curtas e médias-metragens com a população negra como protagonista de produções cinematográficas.

A curadoria buscou obras que colocam negro além das figuras estereotipadas e no comando de funções, como produção, direção e roteirização.

O festival também reserva uma parte às discussões sobre o papel da comunidade negra nas diversas áreas do cinema. A primeira mesa de debates acontece nesta quinta-feira (1/8), às 19h15, com o tema O Cinema Negro como Construção de um Novo Imaginário, com mediação da ativista LGBTI e do movimento negro Heliana Hermetério.

Uma indústria pouco democrática

Baseado em produções filmadas no ano de 2016, a Agência Nacional do Cinema (Ancine) divulgou dados sobre o quanto as produções audiovisuais não retratam a diversidade étnica encontrada em nosso país.

A pesquisa mostra que, de 141 filmes, 75% foram dirigidos e por homens brancos; 19% tiveram mulheres brancas em funções de comando dentro do set de filmagem; e apenas 2% das produções foram comandadas por homens negros. Nenhum filme teve a participação de mulheres negras em áreas importantes como direção e roteiro.

Estreias

Duas estreias nacionais estão entre as atrações da semana no Cine Passeio. No Coração do Mundo e Abaixo a Gravidade são as produções selecionadas pela curadoria do espaço, que segue exibindo sucessos de bilheteria como Rei Leão, Homem-aranha: Longe de Casa, Dor e Glória. Veja os detalhes da programação aqui.

Na Cinemateca, também será exibido o longa brasileiro Alaska e a coprodução franco-chinesa Longa Jornada Noite Adentro. Detalhes da programação dos dois cinemas estão na agenda da Fundação Cultural, no www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br.

MOSTRA DO CINEMA NEGRO BRASILEIRO
1/8 (quinta-feira)
19h15 – Cine Passeio (Estúdio Valêncio Xavier)

– Mesa de Abertura: O Cinema Negro como Construção de um Novo Imaginário, com Diego Paulino, Viviane Ferreira e mediação de Heliane Hemetério
20h30 – Cine Passeio (Sala Luz)

– Café com Canela, de Glenda Nicácio e Ary Rosa

2/8 (sexta-feira)
19h15 – Cine Passeio (Estúdio Valêncio Xavier)

– Mesa: Pensamento Decolonial no Cinema, com Cleber Kronun, Everlane Moraes e Pedro Gonçalves
20h30 – Cine Passeio (Sala Luz)

– Noir Blue: deslocamentos de uma dança, de Ana Pi

– Cartuchos de Super Nintendo em Anéis de Saturno, de Leon Reis

– Negrum3, de Diego Paulino

+Bate-papo com Diego Paulino

3/8 (sábado)

10h30 – Cine Passeio (Sala Luz)


[Matinê de Curtas Infantis]
– Guri, de Adriano Monteiro

– Colorirá, de Gabriele Fernanda

– Lily’s Hair, de Raphael Silva

– Opará de Oshun: Quando Tudo Nasce, de Pâmela Peregrino

– Òrun Àiyé: A Criação do Mundo, de Cintia Maria e Jamile Coelho
15h – Cinemateca de Curitiba

– El Enemigo, de Aldemar Matias

– Um Ensaio Sobre a Ausência, de David Aynan

– O Som do Silêncio, de David Aynan

– Rebento, de Vinícius Eliziário

– Não Fique Triste, Menino, de Clébson Oscar
17h – Cinemateca de Curitiba

[Sessão Foco: Sabrina Fidalgo]
– Black Berlin

– Personal Vivator

– Rainha
19h15 – Cine Passeio (Estúdio Valêncio Xavier)

Mesa: Atrizes e Atores Negros Discutem Representação, com Matheus Moura, Ronnald Pinheiro, Sol do Rosário e Sthepanie Fernandes
20h30 – Cine Passeio (Sala Luz)

– Afronte, de Bruno Victor e Marcus Azevedo

– Universo Preto Paralelo, de Rubens Passaro

– Sample, de Ana Julia Travia

– Quantos Eram Pra Tá?, de Vinícius Silva

4/8 (domingo)

14h – Cinemateca de Curitiba


[Sessão de Curtas Paranaenses]
– Ferradura, de Bea Gerolin

– Tua Palavra Não Nega, do Levante Popular da Juventude-PR

– Por que Não Tem Paquita Preta?, de Preticia Jerônimo

– Megg: A Margem que Migra para o Centro, de Larissa Nepomuceno

– Embora, de Gabriel Borges Philippini

+Bate-papo com realizadoras/es
16h – Cinemateca de Curitiba

– SuperPina: Gosto é Quando a Gente Faz!, de Jean Santos

– Intervenção Jah, de Daniel Santos e Welket Bungué

– Maldita, de Laysa Carolina Machado

– Eleguá – curta, de Yuri Costa
19h15 – Cine Passeio (Estúdio Valêncio Xavier)

– Mesa: Diálogos Geracionais, com Cristina Amaral e Renata Martins
20h30 – Cine Passeio (Sala Luz)

– Sem Asas, de Renata Martins

– Vaga Carne, de Grace Passô e Ricardo Alves Jr.

+Bate-papo com Renata Martins

6/8 (terça-feira)
20h30 – Cine Passeio (Sala Luz)

– Motriz, de Tais Amordivino

– O Dia de Jerusa, de Viviane Ferreira

– Impermeável Pavio Curto, de Higor Gomes

– Liberdade, de Vinícius Silva e Pedro Nishi

7/8 (quarta-feira)
20h30 – Cine Passeio (Sala Luz)

– Mais Triste que Chuva num Recreio de Colégio, de Lobo Mauro

– Antes de Ontem, de Caio Franco

– Eu, Minha Mãe e Wallace, de Eduardo Carvalho e Marcos Carvalho

– BR3, de Bruno Ribeiro

– Tudo que é Apertado Rasga, de Fabio Rodrigues Filho

Serviço: II Mostra de Cinema Negro Brasileiro

Data: até quarta-feira (7/8)

Local: Cine Passeio (Rua Riachuelo, 410 – Centro) e Cinemateca (Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174 – São Francisco)

Entrada franca

Fonte Oficial: https://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/mostra-de-cinema-negro-brasileiro-leva-diversidade-as-telas-de-curitiba/51785.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Rua da Cidadania do Cajuru retoma o Encontro dos Artistas – Prefeitura de Curitiba/PR

    Recomeça nesta quinta-feira (25/10), às 19h, no auditório da Rua da Cidadania do …