Mostra de Cinema Negro Brasileiro leva diversidade às telas de Curitiba – Prefeitura de Curitiba/PR

Os cinemas da Fundação Cultural de Curitiba recebem até quarta-feira (7/8) a II Mostra de Cinema Negro Brasileiro. Com entrada franca, o Cine Passeio e a Cinemateca vão exibir 50 curtas e médias-metragens com a população negra como protagonista de produções cinematográficas.

A curadoria buscou obras que colocam negro além das figuras estereotipadas e no comando de funções, como produção, direção e roteirização.

O festival também reserva uma parte às discussões sobre o papel da comunidade negra nas diversas áreas do cinema. A primeira mesa de debates acontece nesta quinta-feira (1/8), às 19h15, com o tema O Cinema Negro como Construção de um Novo Imaginário, com mediação da ativista LGBTI e do movimento negro Heliana Hermetério.

Uma indústria pouco democrática

Baseado em produções filmadas no ano de 2016, a Agência Nacional do Cinema (Ancine) divulgou dados sobre o quanto as produções audiovisuais não retratam a diversidade étnica encontrada em nosso país.

A pesquisa mostra que, de 141 filmes, 75% foram dirigidos e por homens brancos; 19% tiveram mulheres brancas em funções de comando dentro do set de filmagem; e apenas 2% das produções foram comandadas por homens negros. Nenhum filme teve a participação de mulheres negras em áreas importantes como direção e roteiro.

Estreias

Duas estreias nacionais estão entre as atrações da semana no Cine Passeio. No Coração do Mundo e Abaixo a Gravidade são as produções selecionadas pela curadoria do espaço, que segue exibindo sucessos de bilheteria como Rei Leão, Homem-aranha: Longe de Casa, Dor e Glória. Veja os detalhes da programação aqui.

Na Cinemateca, também será exibido o longa brasileiro Alaska e a coprodução franco-chinesa Longa Jornada Noite Adentro. Detalhes da programação dos dois cinemas estão na agenda da Fundação Cultural, no www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br.

MOSTRA DO CINEMA NEGRO BRASILEIRO
1/8 (quinta-feira)
19h15 – Cine Passeio (Estúdio Valêncio Xavier)

– Mesa de Abertura: O Cinema Negro como Construção de um Novo Imaginário, com Diego Paulino, Viviane Ferreira e mediação de Heliane Hemetério
20h30 – Cine Passeio (Sala Luz)

– Café com Canela, de Glenda Nicácio e Ary Rosa

2/8 (sexta-feira)
19h15 – Cine Passeio (Estúdio Valêncio Xavier)

– Mesa: Pensamento Decolonial no Cinema, com Cleber Kronun, Everlane Moraes e Pedro Gonçalves
20h30 – Cine Passeio (Sala Luz)

– Noir Blue: deslocamentos de uma dança, de Ana Pi

– Cartuchos de Super Nintendo em Anéis de Saturno, de Leon Reis

– Negrum3, de Diego Paulino

+Bate-papo com Diego Paulino

3/8 (sábado)

10h30 – Cine Passeio (Sala Luz)


[Matinê de Curtas Infantis]
– Guri, de Adriano Monteiro

– Colorirá, de Gabriele Fernanda

– Lily’s Hair, de Raphael Silva

– Opará de Oshun: Quando Tudo Nasce, de Pâmela Peregrino

– Òrun Àiyé: A Criação do Mundo, de Cintia Maria e Jamile Coelho
15h – Cinemateca de Curitiba

– El Enemigo, de Aldemar Matias

– Um Ensaio Sobre a Ausência, de David Aynan

– O Som do Silêncio, de David Aynan

– Rebento, de Vinícius Eliziário

– Não Fique Triste, Menino, de Clébson Oscar
17h – Cinemateca de Curitiba

[Sessão Foco: Sabrina Fidalgo]
– Black Berlin

– Personal Vivator

– Rainha
19h15 – Cine Passeio (Estúdio Valêncio Xavier)

Mesa: Atrizes e Atores Negros Discutem Representação, com Matheus Moura, Ronnald Pinheiro, Sol do Rosário e Sthepanie Fernandes
20h30 – Cine Passeio (Sala Luz)

– Afronte, de Bruno Victor e Marcus Azevedo

– Universo Preto Paralelo, de Rubens Passaro

– Sample, de Ana Julia Travia

– Quantos Eram Pra Tá?, de Vinícius Silva

4/8 (domingo)

14h – Cinemateca de Curitiba


[Sessão de Curtas Paranaenses]
– Ferradura, de Bea Gerolin

– Tua Palavra Não Nega, do Levante Popular da Juventude-PR

– Por que Não Tem Paquita Preta?, de Preticia Jerônimo

– Megg: A Margem que Migra para o Centro, de Larissa Nepomuceno

– Embora, de Gabriel Borges Philippini

+Bate-papo com realizadoras/es
16h – Cinemateca de Curitiba

– SuperPina: Gosto é Quando a Gente Faz!, de Jean Santos

– Intervenção Jah, de Daniel Santos e Welket Bungué

– Maldita, de Laysa Carolina Machado

– Eleguá – curta, de Yuri Costa
19h15 – Cine Passeio (Estúdio Valêncio Xavier)

– Mesa: Diálogos Geracionais, com Cristina Amaral e Renata Martins
20h30 – Cine Passeio (Sala Luz)

– Sem Asas, de Renata Martins

– Vaga Carne, de Grace Passô e Ricardo Alves Jr.

+Bate-papo com Renata Martins

6/8 (terça-feira)
20h30 – Cine Passeio (Sala Luz)

– Motriz, de Tais Amordivino

– O Dia de Jerusa, de Viviane Ferreira

– Impermeável Pavio Curto, de Higor Gomes

– Liberdade, de Vinícius Silva e Pedro Nishi

7/8 (quarta-feira)
20h30 – Cine Passeio (Sala Luz)

– Mais Triste que Chuva num Recreio de Colégio, de Lobo Mauro

– Antes de Ontem, de Caio Franco

– Eu, Minha Mãe e Wallace, de Eduardo Carvalho e Marcos Carvalho

– BR3, de Bruno Ribeiro

– Tudo que é Apertado Rasga, de Fabio Rodrigues Filho

Serviço: II Mostra de Cinema Negro Brasileiro

Data: até quarta-feira (7/8)

Local: Cine Passeio (Rua Riachuelo, 410 – Centro) e Cinemateca (Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174 – São Francisco)

Entrada franca

Fonte Oficial: https://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/mostra-de-cinema-negro-brasileiro-leva-diversidade-as-telas-de-curitiba/51785.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Executivo entrega LDO na Câmara

O prefeito Nelson Marchezan Júnior encaminha nesta terça-feira, 20, o projeto de Lei de Diretrizes …