Qual o papel da Justiça do Trabalho?

 

(Qui, 08 Jul 2019) No segundo episódio da primeira temporada, conheça o papel que a Justiça do Trabalho tem exercido ao longo de quase 80 anos de existência no Brasil. Apresentamos os avanços ocorridos desde 1941, época marcada pelo início da industrialização no país e pelo crescimento das reivindicações por direitos sociais entre os trabalhadores. Nossa equipe ouviu professores e magistrados para saber a real importância dos direitos fundamentais trabalhistas para a construção de um país menos injusto em suas relações de trabalho.

Entre os entrevistados está o professor Cristiano Paixão. O especialista em História do Direito traça um panorama da evolução das reivindicações dos trabalhadores por reconhecimento e melhores condições de trabalho. O presidente do TST, ministro Brito Pereira, explica como a Justiça do Trabalho atua para pacificar as relações entre patrões e empregados. O ministro aposentado do STF Carlos Ayres Britto lembrou a função vitalizadora exercida pela Justiça do Trabalho na Constituição da República. Também conversamos com os ministros Renato de Lacerda Paiva, vice-presidente do TST, e Lelio Bentes Corrêa, corregedor-geral. Ambos reforçaram a imprescindibilidade da Justiça do Trabalho para a sociedade brasileira. São apresentados ainda dados que comprovam a eficiência da Justiça do Trabalho no julgamento de processos.

Clique, assista, compartilhe! TST Tube, é a Justiça do Trabalho sempre com você.

O Jornada é exibido pela TV Justiça às quartas-feiras, às 20h45, com reapresentações às quintas-feiras, às 7h; sextas-feiras, às 5h45; sábados, às 6h; e aos domingos, às 10h15. Assista ao programa a qualquer hora no canal do TST no Youtube – https://www.youtube.com/user/tst.

 

Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Coordenadoria de Rádio e TV
Tribunal Superior do Trabalho
Tel. (61) 3043-4264
crtv@tst.jus.br

Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Gravação de conversa demonstra que empresa passava referências negativas sobre empregado

document.write(‘Seguir‘); !function(d,s,id){var js,fjs=d.getElementsByTagName(s)[0];if(!d.getElementById(id)){js=d.createElement(s);js.id=id;js.src=”http://platform.twitter.com/widgets.js”;fjs.parentNode.insertBefore(js,fjs);}}(document,”script”,”twitter-wjs”); A gravação telefônica foi feita pela esposa do empregado. 10/01/20 – A …