IPMC suspende o benefício de dois aposentados que não fizeram a prova de vida – Prefeitura de Curitiba/PR

O Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC) suspendeu o pagamento do benefício para dois aposentados da Prefeitura de Curitiba que foram convocados duas vezes, mas não compareceram ao instituto para fazer a prova de vida e apresentar os documentos necessários.

A participação no Censo Previdenciário é obrigatória e evita o bloqueio do benefício. Os aposentados e os pensionistas são convocados a comparecer no mês do seu aniversário.

A suspensão do benefício foi publicada no Diário Oficial do dia 8 de agosto. Os aposentados haviam sido convocados duas vezes. Na primeira convocação, deveriam ter comparecido em março. No dia 7 de junho, eles foram convocados pela segunda vez e tiveram o cartão qualidade, utilizado para compras na rede de estabelecimentos credenciados, bloqueado por 60 dias para que eles pudessem ser notificados.

Alerta

Os dois servidores são os primeiros a ter o benefício suspenso em 2019.

“Fazemos o alerta para que todos os convocados façam a prova de vida e tragam a documentação pedida. É desta forma que garantimos o pagamento dos benefícios de todos de modo regular”, alerta o presidente do IPMC, Ary Gil Piovesan.

Gil ressalta que o IPMC tem grande cuidado durante todo o Censo Previdenciário para que o servidor aposentado e o pensionista sejam localizados e comunicados da necessidade de comparecimento ao IPMC.

Quando as convocações enviadas pelos Correios ao endereço cadastrado no instituto são devolvidas a equipe do atendimento do IPMC começa a fazer tentativas de localização da pessoa convocada por telefone.

Só depois de algumas tentativas e do bloqueio do cartão qualidade, a equipe do serviço social começa a busca ativa.

Plano de saúde, referências e visitas

Esta nova etapa inclui a verificação dos dados pessoais e funcionais, como o último local de trabalho do servidor, e os do Instituto Curitiba de Saúde (ICS), caso a pessoa tenha o plano de saúde.

São identificadas referências comerciais, religiosas, comunitárias, equipamentos públicos próximo ao endereço cadastrado no IPMC, o serviço social também faz o contato, na tentativa de localização dos aposentados e pensionistas. Também são consultadas as redes sociais, especialmente quando a pessoa não está mais residindo em Curitiba.

Depois disso são feitas visitas domiciliares para localizar algum amigo ou familiar que tenha o contato do aposentado ou possa avisá-lo a respeito do recadastramento.

Os dois servidores aposentados ainda podem voltar a receber o benefício depois que comparecerem ao IPMC com os documentos necessários para o recadastramento. Também é possível enviar pelos Correios, com AR (aviso de recebimento), caso a pessoa more fora da Região Metropolitana de Curitiba.

Neste ano o serviço social já localizou por meio da busca ativa 120 pessoas, que já estão com a prova de vida em dia.

Serviço

O recadastramento é feito no Edifício Delta, localizado na Avenida João Gualberto, 623, torre C, no bairro Alto da Glória. Os beneficiários são atendidos no 2° andar.

Quem não puder comparecer no dia agendado, deve entrar em contato o mais rápido possível com o instituto pelos telefones 3350-3646 ou 3350-9617, para reagendamento.

LEIA MAIS

Fonte Oficial: https://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/ipmc-suspende-o-beneficio-de-dois-aposentados-que-nao-fizeram-a-prova-de-vida/51974.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

EPTC programa ações com alunos de CFC, motociclistas e pedestres

 A programação de atividades da Coordenação de Educação para a Mobilidade (CEM) da Empresa Pública …