Estudantes vão às ruas contra Future-se nesta terça-feira – Congresso em Foco

A União Nacional dos Estudantes (UNE) convocou para esta terça-feira (13) mais uma manifestação contra as políticas que estão sendo planejadas e colocadas em prática pelo Ministério da Educação envolvendo o ensino superior no país. O “3º Ato em Defesa da Educação”, como está sendo chamado pelas entidades estudantis, promete reunir universitários, estudantes dos Institutos Federais, professores e funcionários das instituições de ensino.

>Senador quer Weintraub, Haddad e ex-ministros em audiência sobre Future-se

Nos dois primeiros atos organizados pelos estudantes em abril e maio, a principal motivação para as manifestações foi o contingenciamento do orçamento da educação. Desta vez, o programa Future-se, anunciado pelo governo em 17 de julho, é o alvo das mobilizações. O objetivo central do programa é atrair investimentos privados para as universidades e regulamentar a participação das organizações sociais (OSs) na gestão das instituições.

Em Brasília, o protesto está marcado para ocorrer a partir das 9h, no Museu Nacional, que fica na Esplanada do Ministérios. Como tem feito diante das mobilizações populares, o Ministério da Justiça publicou portaria no Diário Oficial da União de segunda-feira autorizando o uso da Força Nacional para garantir a segurança e a integridade do patrimônio do MEC. A medida foi solicitada pelo Ministério da Educação. A UNE recorreu ao Supremo Tribunal Federal para tentar impedir a atuação da Força Nacional.

Na cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro, as manifestações estão marcadas para o período da tarde, a partir das 16h. A hashtag #Tsumani13agosto passou a ocupar o primeiro lugar nos assuntos mais comentados do Twitter por volta das 8h10 da manhã desta terça-feira.

>Veja quem não apoiou, mas comemorou os atos pró-Bolsonaro

Continuar lendo em Congresso em Foco.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Isenção de IR a aposentado com doença grave pode ser ampliada a trabalhadores – AASP

A Comissão de Direitos Humanos (CDH) aprovou na quinta-feira (8) uma proposta que isenta de …